Pessoalidades

Sem plateia

Acontecem coisas que não podemos prever. Acontecem coisas que não queremos. Acontecem desvios de planos. Acontecem que as relações se esfriam, independente do tipo. Acontece, às vezes, que a verdade é tão injusta que mentimos para nós mesmos fingindo que está tudo bem, ou passamos a maior parte do tempo tentando fazer com que a situação se reverta. Não sei se faz muito sentido para você, mas eu me sinto assim neste exato momento: distante. Distante de todos, porém tão perto. Isso é paradoxal, eu sei, mas é que a verdade é essa.

Deixei de tentar reverter situações do meu dia-a-dia e resolvi simplesmente deixar fluir. Percebi que falar ultimamente não está adiantando, então prefiro ficar calada. Há assuntos que não gosto de comentar por não saber mesmo, então para não falar abobrinha eu fico quieta. Não é o "sofrer calada" como você deve estar pensando. É diferente. Mesmo eu tendo opiniões diferentes, é bom escutar os outros, mesmo eles não querendo me escutar. Me torno mais flexível diante dos fatos da vida. Gosto de ficar na minha e escutar… Não sou muito de falar em determinadas situações. Sei o que sei, e se minha intenção de compartilhar minhas opiniões for ignorada, não forço a ninguém a ouvir. Deve ser por isso que escrevo tanto aqui… não preciso cutucar para que alguém me escute.

Jamais quero ser julgada como a "garota incompreendida". Isso além de ser clichê é egoísmo. Não vou ficar andando por ai e choramingar. Isso já é chamar a atenção! E jogar as coisas para o alto e dizer tudo sem pensar também é um modo de chamar a atenção.

Acabei começando uma coisa e entrando em outra, hehe. Mas é que estou vendo acontecer coisas que não gosto de meter o nariz. Não têm a ver comigo. Ou melhor, têm sim, mas virou uma situação tão repetitiva, que nem me importo mais. Então, dou de ombros… deixo as coisas acontecerem, já que não posso controlar.

Enfim, é tudo uma questão de opinião, não é? Para mim há muitos casos que o "guardar para si mesmo" não me faz sentir mal, que a opinião dos outros somente serão a dos outros, e só será um novo ponto de vista para eu tomar conhecimento. E isso não me machuca de maneira alguma. Estou gostando de estar um pouco distante das pessoas para pensar e ler meus livros. Estou gostando de estar sozinha em casa e colocar as minhas músicas no último volume (aprendi a gostar) e pensar em coisas alheias, ou não pensar em "nada".

Às vezes é tão bom não ter plateia em determinadas situações.


Comentários

Ao comentar, você alega que está de acordo com a política do blog e de privacidade, consentindo o armazenamento de seu nome e e-mail nos cookies. Os comentários são moderados manualmente e podem levar algumas horas até serem divulgados ao público.

  • Day

    Oi Flávia
    ja fazia tempos que estive aqui… 😊

    Realmente vc disse uma coisa certa: que nao podemos obrigar ninguem a nos ouvir
    Mas eu, diferentemente de vc, as vezes nao sou mto boa pra ouvir… As vezes acho que as pessoas lançam opniões opostas às minhas só pra me contrariar… pura pretensão neh? rsrs O_O

    Bom post… beijos

  • Ana

    eah, minha garotinha parece que está crescendo e não é mais tão transparente como eu pensava. Ja te disse que estou descobrindo um novo 'eu' em vc e estou gostando; afinal… "não precisamos mudar de amigos se entendermos que os amigos mudam" :@
    É desnecesario dizer que quando li o post de hj senti como se tivesse sido escrito por mim mesma já q quase sempre compartilhamos as msm emoções e nos msm momentos, mais dessa vez realmente me pegou de surpresa. Tbm achu ki estou mudando com o tempo, vc, mais do que ninguem sab como aprescio a solidão (se é q me entende) ^;~ É bom saber que as vezes não sou a unica que acho que preciso ouvir e ajudar a todos sem ter o msm em troca, a vida é isso não é ?! 'dar e receber'. Talvez não… o importante éh… eu te amoo não como se ama alguem ki te falou algo engraçado ou ki vc acabou de conhecer mas sim como alguem que ve seus defeitos estampados na sua cara e não os ignora mais simplismente aceita e respeita por saber que fazem parte de quem vc é, e te ve assim: como uma parte essencial da sua propria vida, com todas as maluquices. Tbm não sei se isso faz sentido pra vc e na verdade nem importa a realidade é que sou assim 😊 eeeh…
    kisses kisses

  • Maya

    oooi Ana! 😀
    andei sumida denovo, mas isso já nem é mais novidade! 😜
    nooossa, eu me identifico tanto com os teus textos, escreves maravilhosamente bem 😜
    sei como é essa coisa de 'guardar para si', e muitas vezes isso tbm não me machuca, pelo contrário: faz bem! 😀
    ameeei o tema novo! 😉
    beeijos :*

  • Maay

    Ah, Ana.. tantas coisas que eu gostaria de falar e tenho receio.. te entendo, sabe.. Há cosias que é melhor "deixar pra lá", pois se não, viram mais um aborrecimento..

  • Jéeh

    Concordo com você, as vezes é bom ficar sozinha, até mesmo pra refletir se determinada situação está certa ou não…
    Adoro o que tu escreve, Aninha ^.^
    Parabéns pelos prêmios, esse lay é muito lindo mesmo!

    Beijos (L)

Veja mais comentários:
1 2 3 4
ir ao topo