Pessoalidades

Sem plateia

Acontecem coisas que não podemos prever. Acontecem coisas que não queremos. Acontecem desvios de planos. Acontecem que as relações se esfriam, independente do tipo. Acontece, às vezes, que a verdade é tão injusta que mentimos para nós mesmos fingindo que está tudo bem, ou passamos a maior parte do tempo tentando fazer com que a situação se reverta. Não sei se faz muito sentido para você, mas eu me sinto assim neste exato momento: distante. Distante de todos, porém tão perto. Isso é paradoxal, eu sei, mas é que a verdade é essa.

Deixei de tentar reverter situações do meu dia-a-dia e resolvi simplesmente deixar fluir. Percebi que falar ultimamente não está adiantando, então prefiro ficar calada. Há assuntos que não gosto de comentar por não saber mesmo, então para não falar abobrinha eu fico quieta. Não é o "sofrer calada" como você deve estar pensando. É diferente. Mesmo eu tendo opiniões diferentes, é bom escutar os outros, mesmo eles não querendo me escutar. Me torno mais flexível diante dos fatos da vida. Gosto de ficar na minha e escutar… Não sou muito de falar em determinadas situações. Sei o que sei, e se minha intenção de compartilhar minhas opiniões for ignorada, não forço a ninguém a ouvir. Deve ser por isso que escrevo tanto aqui… não preciso cutucar para que alguém me escute.

Jamais quero ser julgada como a "garota incompreendida". Isso além de ser clichê é egoísmo. Não vou ficar andando por ai e choramingar. Isso já é chamar a atenção! E jogar as coisas para o alto e dizer tudo sem pensar também é um modo de chamar a atenção.

Acabei começando uma coisa e entrando em outra, hehe. Mas é que estou vendo acontecer coisas que não gosto de meter o nariz. Não têm a ver comigo. Ou melhor, têm sim, mas virou uma situação tão repetitiva, que nem me importo mais. Então, dou de ombros… deixo as coisas acontecerem, já que não posso controlar.

Enfim, é tudo uma questão de opinião, não é? Para mim há muitos casos que o "guardar para si mesmo" não me faz sentir mal, que a opinião dos outros somente serão a dos outros, e só será um novo ponto de vista para eu tomar conhecimento. E isso não me machuca de maneira alguma. Estou gostando de estar um pouco distante das pessoas para pensar e ler meus livros. Estou gostando de estar sozinha em casa e colocar as minhas músicas no último volume (aprendi a gostar) e pensar em coisas alheias, ou não pensar em "nada".

Às vezes é tão bom não ter plateia em determinadas situações.


Comentários

╳ Cancelar
Ao comentar, você alega que está de acordo com a política do blog e de privacidade, consentindo o armazenamento de seu nome e e-mail nos cookies. Os comentários são moderados manualmente e podem levar algumas horas até serem divulgados ao público.

  • Carol Mecenero

    Oi Ana, aqui é a Carol do Twilight, por um incoveniente eu tive que troca de blog 😖
    Olha você com a sua maneira de escrever, sempre me deixa atenta e reflexiva. Eu sei muito bem o que é isso, o pior é quando você naõ consegue se controlar e acaba enfiando não só o nariz, mas vai de cabeça na vida de uma outra pessoa. Principalmente quando é relacionado a algo muito sério :/
    Mas realmente as vezes é melhor guardarmos pra nós, ficarmos ouvindo as músicas prediletas e esquecer um pouco do mundo.
    Parabéns pelos prêmios 😀

    beijos :*

  • Carol Fiorito

    Ana, ontem eu passei um aperto danado, acho que como você disse, vou deixar acontecer. Mas, sei lá, fiquei tão abalada (depois escrevo no blog 😶). Vou tentar deixar rolar mesmo.
    Caraca, quantos prêmios você ganhou! Parabéns, é óbvio que você merece 😊
    Beijinhos, Ana.

  • Renata

    Assim como a *Lusinha* eu também fiquei sem palavras dessa vez.
    às vezes é bom estar sozinha, na sua, escutando música no último volume sem deixar que nada nos incomode!
    ah! parabens pelos awards!
    =***

  • aym

    sinceramente? em 99,99% é melhor não ter platéia. 😖
    beijinhos.
    espero que tudo se resolva, seja lá qual for o que te aflige.

  • *Lusinha*

    Dessa vez fiquei sem palavras de verdade…
    Só posso dizer que eu sei como se sente e que entendo e concordo com você Ana.
    Bjitos!

Veja mais comentários:
1 2 3 4
ir ao topo