Madly Luv - O mLuv é um blog pessoal no qual aborda vários assuntos como design, músicas, literatura, arte, televisão etc. Desenvolvido e mantido por Ana Flávia Cador.

Uma resenha sincera sobre a calcinha absorvente da Pantys

Beleza e Cuidados

Se tem uma coisa que eu detesto nesta vida é usar absorvente. Sempre tive alergias, assaduras e me incomodava muito mais do que a própria menstruação de fato. Quando começou a se popularizar alternativas para substituir o absorvente, há cerca de 4 anos atrás, fui para o coletor menstrual e venho usando desde então, até sentir a necessidade de outras alternativas. Então, depois de pesquisar bastante adquiri uma Pantys. A cada 10 resenhas que eu via, 9 falavam maravilhosamente bem da Pantys. Mas será que é isso tudo mesmo?

Embalagem calcinha Pantys

Embalagens das calcinhas formato biquíni e slim, da Pantys

Por que recorri à calcinha absorvente?

Eu gosto muito do coletor menstrual. Muito mesmo. É higiênico, dura até 10 anos, é sustentável, tem poucas chances de vazamento (só se encaixar errado), me sinto completamente livre e segura para ir numa piscina… nem sinto que estou naqueles dias! Mas devo dizer que a gestão para tirar, limpar e colocar o coletor quando está fora de casa é desgastante, principalmente longe de uma pia. E, para piorar a situação, acabo me enquadrando no grupo de pessoas que não conseguem fazer o número 2 enquanto está de coletor. ¬¬ Triste, eu sei… sinto que vou parir meu coletor no meio do processo e cair dentro do vaso sujo, ~çocorro, hahaha (rindo de nervoso). Já teve situações que simplesmente não consegui ir ao banheiro e fiquei segurando (o que é péssimo). Farta de passar por estes momentos, decidi usar uma calcinha absorvente como uma alternativa ao coletor quando estivesse fora de casa. E deu certo! Me senti muito melhor a mais à vontade de ir ao banheiro em qualquer lugar. ::love::

O que a marca promete?

A Pantys vende sutiãs e calcinhas "high-tech" absorventes, prometendo um produto reutilizável, confortável, higiênico, moderno, sustentável, com tecidos de secagem rápida, à prova d'água, respiráveis e hipoalergênicos. A marca ainda diz que as calcinhas absorvem qualquer tipo de líquido além do fluxo menstrual, como suor, leves escapes de bexiga, corrimento e outros fluidos naturais. A Pantys é uma marca vegana, de produção 100% brasileira.

Ela realmente funciona?

Sim, a calcinha absorvente funciona! Mas tudo tem um porém, né? Você precisa saber qual é o seu tipo de fluxo ~real oficial~ para saber quando, por quanto tempo e onde deve usa-la. Eu só descobri que eu tinha fluxo baixo a médio por causa do coletor, pois só nele consegui enxergar meu verdadeiro fluxo. Quando usava absorvente sempre achei que um dia morreria de hemorragia, de tanto fluxo achava que saía. Entretanto, com 12 horas de uso direto do coletor, o copinho enche só até 3/4 de seu limite — isso porque uso o menor de todos, da Holy Cup. *O_O No final das contas, temos bem menos fluxo que imaginamos. Maaaaaaas, como não sou boba nem nada, preferi pecar pelo excesso do que pela falta (vai que, né?), e adquiri uma calcinha para fluxo moderado e outra para fluxo intenso.

No final do dia de meu maior fluxo, depois de 9 a 10 horas de uso, a calcinha desenvolvida para fluxo intenso começou apresentar leves manchas de vazamento no tecido externo. Não chegou a transferir para outros tecidos ou para a cadeira, pois as manchas foram bem de leve. Para mim, a calcinha aguentou o fluxo num tempo bom, o suficiente para passar o dia fora de casa. Entretanto, para quem realmente tem fluxo intenso não dá para usar, a não ser aceitando o destino de usar de 4 calcinhas por dia! Diante disso, fica o questionamento: Como fica a gestão de guardar as calcinhas sujas na bolsa até chegar em casa? Não consigo imaginar uma solução higiênica para isso; no máximo, um saquinho zip-lock, mas ainda sim estamos falando em ficar andando com uma calcinha suja na bolsa. :x Falam que não dá aquele "mal cheiro" típico que sentimos no absorvente, mas eu senti. O fluxo ainda entrará em contato com o ar, então depois de um tempinho é inevitável o odor característico. E eu não queria este cheiro na minha bolsa.

Além de não indicar para quem tem fluxo intenso, não indico a calcinha para ir na academia e fazer esportes, principalmente à quem tem tendência a suar muito. Apesar da marca falar que as calcinhas são "à prova d'agua", é só a virilha começar a suar que o fluxo começa a vazar pelos cantos — acredite, isso aconteceu comigo! Eu estava super susssa com minha Pantys (que tava segurando o fluxo maravilhosamente) na academia até começar os exercícios. Toda lateral da virilha ficou manchada porque o suor atrapalhou, umedecendo de fora para dentro, abrindo caminho para vazamentos. :x A calcinha é boa, mas só para o dia-a-dia mesmo.

Tecnologia, modelos e tamanhos

De forma geral, achei super legal a forma que elas foram projetadas. A Pantys trouxe muito a pegada da Thinx, uma marca gringa lançada em 2014 (enquanto a Pantys foi em 2017). Tirando o detalhe dos modelos serem bastante parecidos, foi uma ação necessária, mesmo que "inspirada" na gringa, para dar um pontapé aqui no Brasil e trazer esta alternativa bacana para nós. A Herself chegou um pouquinho antes da Pantys, em 2016, mas ganhou mais olhares quando se popularizou mais esta alternativa. Agora também tem as calcinhas da InCiclo e da Korui, promovendo mais variedade de modelos e cores, com valores semelhantes às pioneiras brasileiras.

O forro da Pantys é preto, feito de um tecido chamado modal (que é bem macio, absorvente e sustentável, feito de fibra de madeira), enquanto a parte de fora é de poliamida e elastano. O material impede que fique manchas provenientes de possíveis vazamentos, mas nas primeiras lavadas as calcinhas ficaram um pouco manchadas de tinta preta que veio do forro enquanto secavam. No início desesperei, mas foi só passar uma aguinha na parte do tecido externo que já saía.

Quando se trata de elegância e aparência, ainda acho a Pantys mais bonitinha. Não tem a aparência que você está com um trambolho, uma fralda, e não marca na roupa — a não ser que esteja usando uma roupa muito fininha, ai marca mesmo. As calcinhas são lindas e muito confortáveis!

Atente-se à tabela de medidas!

Em algumas resenhas vi meninas reclamando que a calcinha ficou grande, proporcionando vazamentos feios por não ficar firme no corpo. Intrigada, fui olhar a tabela de medidas e vi que minhas medidas batiam com um tamanho menor do que eu costumo usar (de M fui para P). Arrisquei e coube como uma luva (amém), mas notei que a Pantys não é lá muito "elástica". Apesar de ser a única que chega a tamanho 52/54 (XXGG), o que ainda acho limitado, as calcinhas da InCiclo parecem ter mais elasticidade, pois a tamanho XGG deles abrange mais medidas, chegando até ao tamanho XXGG da Pantys.

Qual é a sensação?

A sensação é praticamente o mesmo esquema do absorvente: você não se sente totalmente sequinha pois você sente o fluxo descendo e, obviamente, fica parte do fluxo ali sem ser absorvido pela calcinha por não entrar em contato com o tecido — mas o tecido, de fato, fica sequinho. ;D A calcinha inteira não é absorvente, apenas parte dela, mas o tamanho da área absorvente é semelhante a um absorvente noturno, pegando bastante na parte da frente e no bumbum. Eu senti a mesma sensação de estar com um absorvente comum, porém sem a sensação do "pacotão" e as alergias que eu costumava ter (Glória a Deux).

Apesar de serem confortáveis, não achei as calcinhas "respiráveis", como a Pantys promete. Sei que o tipo de tecido do forro busca promover isso, mas se estiver num dia muito quente, você sente a região bem abafada (mesma coisa que seria com o absorvente, né?). E dependendo para qual fluxo a calcinha foi projetada, mais tecido ela tem e mais quente a região fica. Não dá para fugir muito disso… Acho que esse é um detalhe que nenhuma calcinha com essa proposta conseguirá superar com muita maestria, mas não vejo como um "defeito" do produto (só de marketing da marca mesmo).

Quantas calcinhas é necessário ter?

De acordo com minha experiência com a Pantys, não dá para ter só duas sem um coletor para intercalar ou apelar para um absorvente comum. É necessário, no mínimo, três calcinhas. A marca diz que os tecidos são de secagem rápida, mas isso provavelmente só acontece centrifugando-as na máquina de lavar. Comigo a secagem foi demorada pois só lavo calcinha na mão, e mesmo neste clima seco daqui do cerrado levou cerca de 12h a 14h para secar.

Vale a pena o investimento?

Depende. Segundo a Pantys, uma mulher gasta cerca de R$400 (500 absorventes descartáveis) por ano. Com 3 calcinhas, o investimento é na faixa de R$250 a R$300. A marca ainda fala da eficácia da absorção numa média de 50 lavagens, mais ou menos 2 anos de uso. Em suma, gastará menos e durará o dobro de tempo, certo? Desculpa Pantys, sua conta não condiz com a minha realidade! *O_O Eu nunca gastei mais do que R$120 por ano quando eu usava absorvente, muito menos usar 41 por ciclo, como é declarado pela estatística. Se usei 20 absorventes num ciclo foi por exagero ou fluxo mega intenso, e sempre comprei marcas mais acessíveis. Não sei em quais condições a Pantys chegou nesta estatística, mas são valores muito estratosféricos para a minha realidade — maaaaas cada pessoa é diferente, né?; ok, vamos pensar assim ::rolleyes:: — Então, pensando apenas no bolso, é muito caro uma calcinha absorvente, mas se for pensar no modo sustentável e nos problemas de saúde provocados pelo absorvente comum, vale a pena.

Quando se trata de economia de verdade, o coletor é muito mais econômico — mais ainda se for pensar na sustentabilidade devido ao seu prazo de validade 5x maior que uma calcinha menstrual. Mas sei que não são todas as pessoas que se dão bem com o coletor (ou se dão bem só parcialmente, como eu), então esta calcinha é uma boa alternativa. Antes de adquirir, coloque na balança, pensa com bastante carinho e nos impactos que você pode diminuir. Mas não esqueça de ver o que é bom para você, para o seu corpo e bem estar — e claro, para o bolso! ::love::

Espero que esta resenha tenha ajudado a te dar uma luz. ♥

Veja também...

Resenha: Máscaras de Argila da Freeman Beauty
Resenha: Sombras Super Shock, da ColourPop
Resenha: Protetor Solar Perfect Bright Milk, da Bioré
¬¬ zZz x_x o_O ^^ T_T ;D :x :S :P ::teary:: ::sweat:: ::stress:: ::rolleyes:: ::love:: ::cool:: ::blush:: ::attention:: ::angry:: :) :( ._. *o* *O_O
* Ao comentar, você alega estar de acordo com a política do blog.


11 Comentário(s)

(11 pelo blog e pelo facebook)
  • Stephanie Ferreira
    Visitar blog
    31 . 10 . 2018

    Essa é a melhor resenha dessa calcinha que vi até agora! Eu não consigo usar o coletor de jeito nenhum, mas queria uma dessas pros dias finais do fluxo sabe? Quando ta acabando mesmo e depois dessa resenha, vou investir!
    Beijos

    Responder

  • Laura Nolasco – A Menina da Janela
    Visitar blog
    31 . 10 . 2018

    Adorei esse post! Já tinha ouvido falar muito sobre as calcinhas, mas não tinha lido mais sobre, mas commo vc fez o post vim ler!
    Uso o coletor há 3 anos e amo – Meu fluxo é bem intenso e esvazio o Me Luna (igual o holy cup) M de 4 em 4 horas nos primeiros 3 dias senão vaza… Na época do absorvente comum era um noturno há cada 3 horas e a certeza de acordar com a cama suja pelo menos duas vezes por mês. Pra mim talvez a calcinha seria interessante pra usar junto com o coletor em dias de fluxo intenso q preciso ficar fora de casa… Achei interessante, mas não troco o coletor por nada hahahhah
    Enfim, muito bom o post! Beijos

    Responder

  • Luana
    20 . 10 . 2018

    Acho muito lindo seu blog e seus textos são adoráveis. Você poderia dar dicas de como personalizar assim ? Estou apaixonada.

    Responder

    • Aninha
      Visitar blog
      23 . 10 . 2018

      Oi Luana, tudo bem? Fico feliz que tenha gostado do meu trabalho! Eu tinha um acervo de tutoriais aqui no blog, mas por falta de interesse dos visitantes acabei tirando eles do ar… Mas eu trabalho profissionalmente fazendo layouts para blogs e sites! :) Te convido para conhecer minha empresa: https://afcweb.design Será um prazer responder suas dúvidas e fazer um orçamento sem compromisso. ^^

      Beijos!

      Responder

  • Clayci Oliveira
    Visitar blog
    16 . 10 . 2018

    Obrigada pela sua publicação Aninha.
    Meu fluxo é muito intenso por conta do meu tratamento hormonal e sofro demais com absorvente. Ainda não consegui testar o coletor, mas não fiz justamente por conta do meu fluxo hauhauhauhauha. Eu fiquei com vontade de ter essa calcinha, mas pra isso precisaria ter no minimo as 4 e tbm acho desconfortável o fato de carregar na bolsa…

    Responder

  • Gabi
    Visitar blog
    16 . 10 . 2018

    Oi, Aninha! É sempre uma alegria vir ler um post seu. ::love::
    Eu uso o coletor há um ano (acho) e no começo foi difícil. Queria muito me adaptar e não conseguia, fiquei super desanimada. Mas aí testei outra marca e deu certo! Admito que ainda luto pra encaixar direitinho, e já teve vezes que vazou por não estar certinho com vácuo, mas cada vez que uso parece que me entendo melhor e vou acertando mais. Sobre a calcinha, nunca testei porque nem consigo imaginar mais aquela sensação de ter o sangue parado ali, sabe? Mas tenho alguns absorventes diários de pano da Korui (mesma marca do meu coletor) que uso quando meu fluxo vem mais forte, mas quase nunca suja. Só pra não ficar com aquele medinho, rs! Adorei a tua resenha, mas como disse, eu não penso em usar uma calcinha absorvente agora. Coletor é vida! Menina, não tenha medo do número 2 com coletor, ele não vai pular fora se estiver bem encaixado com vácuo hahaha! ^^ Mas de qualquer forma te entendo :) A gente tem que se adaptar com o que se sente melhor, e se é sustentável pro planeta, já tá valendo!
    Beijão!

    Responder