Blogosfera

Profissão blogueiro: Até quando?

Tenho visto muitos posts relatando sobre como a blogosfera está tomando forma no mercado e tornando-se um negócio rentável para blogueiros, virando ícones e referências de moda e comportamento. O blogueiro calouro, de 2 anos para cá vem querendo algo muito mais além do blog: quer deixa-lo rentável. Há até aqueles que largam tudo o que faz só para se dedicar ao blog! Com dedicação, assuntos interessantes (independentemente se são profundos ou superficiais), com um certo dinheiro investido e com um pouquinho de sorte, torna-se uma belíssima fonte de renda. Daí, eu me pergunto: até quando isso irá durar?

Atenção: Este post somente se aplica a blogueiros meros mortais que nem eu, a Re vitrola e de muitas outras blogueiras, haha. Não nasci ryca, muito menos phyna. E vamos e convenhamos, ter a lot of money ajuda muito no crescimento de um blog se você for uma socialite que provavelmente já nasceu no conto de fadas e com certeza morrerá nele (com ou sem blog, haha).

Com toda certeza, não estou desmerecendo o trabalho de nenhum blogueiro mortal que, com muita garra e suor, conseguiu fazer com que sua renda venha de um blog. Na verdade, admiro muito o ato de deixar tudo para se dedicar! Imagino o quanto seria maravilhoso viver disso. Mas não sei até que ponto isso é corajoso o bastante quando se pensa em uma carreira profissional a longo prazo.

Estou na blogosfera realmente através do Madly Luv há 7 anos e já vi muitas mudanças na realidade da blogosfera. Sou dos "primórdios", e vivi de forma muito intensa a época dos blogs em bevel, dos quais a fama não estava nada relacionada à renda. O blogueiro gostava de postar para compartilhar, às vezes desabafar, comentar sobre seus livros, filmes e séries favoritas, falar sobre seu cotidiano e conhecer novas pessoas. Hoje ainda há muitos blogs assim, graças a Deus! Mas a problemática dos novos blogueiros atualmente é na sede de dinheiro e poder que um blog pode trazer.

Não julgo uma pessoa que só cria um blog para ganhar dinheiro com ele, apesar de não concordar. Não gosto da ideia de ter um blog pensando apenas em números. Sinto muito, mas sou das antigas. Entretanto, não vejo nenhum problema em um blog que antes era o hobbie de alguém que depois veio a virar fonte de renda. Ok, isso é lindo. Mas daí volto à pergunta deste título: até quando?

Sabemos que tudo o que gira na internet é algo muito efêmero. Sites, blogs e mídias sociais têm o seu boom e depois esfriam. Alguns morrem e outros ainda continuam. Mas ninguém garante que os que continuam hoje não serão substituídos ou ser colocados em escanteio quando outros chegarem com propostas melhores. Acredite em mim, fiquei um ano estudando sobre a web para meu TCC e te digo: Isso é algo extremamente natural e necessário para o avanço da tecnologia e cultura na web. Tudo tem chances de ir embora na mesma rapidez que chegou e isso é comum.

O que pode ser um sonho lindo e realizado para muitos blogueiros famosos, talvez não passa de um lindo conto de fadas que pode se extinguir daqui a alguns anos. Está sendo arriscado eu dizer isso? Talvez. Serei julgada pela minha opinião? Com certeza. Mas eu sou uma daquelas pessoas que gostam de traçar metas para o futuro pessoal e profissional, e eu, Ana Flávia, tenho uma séria dificuldade em ver a blogosfera daqui a alguns anos com a mesma probabilidade rentável que é atualmente — grifo o "rentável" porque estou falando especificamente em viver do blog e de sua publicidade, sem profissões paralelas ou berços de ouro. Talvez a forma rentável mude ou continuará e pagarei minha língua, mas quem dará esta garantia?

Por isso, eu sempre busco incentivar os blogueiros a procurar crescer em sua profissão de forma independente do blog, mas sem deixar de dedicar a ele enquanto puder. Faça metas, planos, trabalhos, projetos e tudo o que você puder para enriquecer o seu currículo fora do blog, mas também é legal fazer metas e planos para ele também! O seu blog também não deve ser desvalorizado.

Quem me dera viver do Madly Luv a vida inteira, construir uma casa só de sua renda, ter meu carro, minha vida toda resolvida, estabilidade financeira, sustentar minha família somente desta forma. Mas eu preciso ser realista. A cultura na internet está em constante mudança e, a blogosfera, mesmo sendo a ditadora de tendências, é refém desta cultura virtual e da tecnologia. A profissão de blogueiro é linda, mas com certeza não deve ser única e exclusiva na vida de alguém. Devemos lembrar que o sucesso de um blog hoje pode não ser o mesmo amanhã.

E é tão bom trabalhar com outra coisa além do blog… Pode estar ligado ou ser consequência dele, como aconteceu comigo quando descobri minha vocação através do Madly Luv, mas ele especificamente nunca me trouxe renda satisfatória e estável como eu consigo com o meu emprego. Ele muitas vezes é o meu cartão de visita para novos clientes, e eu adoro isso! Mas sei que não posso contar só com ele. O Madly Luv já foi muito mais famoso, mas eu escolhi investir na minha faculdade e em meu currículo. E graças a isso que consegui meu cargo de designer dentro da UFG. E hoje, tenho o blog simplesmente porque ainda amo compartilhar coisas com os meus leitores! Ele me faz feliz nas horas vagas e é uma grande passatempo para mim, independente se ele já teve seus dias de ouro ou não.

Meu caro leitor, a vida fora de um blog também é maravilhosa e merece ser lembrada. Viva-a intensamente e construa sua carreira nela. Depois compartilhe-a com a gente, hehe. 😎

Falando em compartilhar… o que você acha deste assunto?! Concorda ou discorda do que abordei aqui em cima? Estou ansiosa para saber o que você pensa sobre isso. ;D


Comentários

Ao comentar, você alega que está de acordo com a política do blog e de privacidade, consentindo o armazenamento de seu nome e e-mail nos cookies. Os comentários são moderados manualmente e podem levar algumas horas até serem divulgados ao público.

  • Feeh

    Oi Aninha, tudo bem?
    Nossa, tive que comentar esse post porque é algo que eu vivo pensando cada vez que tenho um tempinho livre para olhar alguns blogs. Somos da época dos blogs em bevel, eu lembro que muitos blogs eram famosos pelos "goodies" que colocavam, lembra? O Madly Luv inclusive era um dos mais famosos *-*
    O que eu vejo muito nesses blogs que andam surgindo por aí é que a grande maioria quer lucrar, tentar fazer sucesso com a mesma receita que alguns blogs famosos aí conseguiram (postando sobre os mesmos assuntos e tal). Eu não sei, mas acredito que ter já um $$ ou alguém que te "banque" ajuda no sucesso do blog, até porque tecnicamente você teria mais tempo para investir nele (minha lógica pode estar errada, mas…).
    Cara, confesso que já fiquei com invejinha de algumas blogueiras por ganharem viagens para locais que sempre quis conhecer por causa de patrocínio e tal, mas não tenho coragem de trocar meu curso para dar completa atenção para o blog para chegar a esse nível. Porque para ter um blog de sucesso hoje, na minha opinião, você tem que se dedicar exclusivamente a ele: deixá-lo super atualizado, ter um ótimo conteúdo, procurar inovar e atrair leitores. Já tive um gostinho da dificuldade de atrair leitores na época em que o Bruine e meus antigos blogs eram mais atualizados, e mais tarde eu percebi que não queria mais isso, que ter um blog (não importava se fosse ou não famoso) não era a minha prioridade. Dá muito trabalho, ainda mais porque eu quero focar no meu curso, como você fez.
    É como você disse: "Sites, blogs e mídias sociais têm o seu boom e depois esfriam. Alguns morrem e outros ainda continuam." Têm alguns que ainda vão continuar, mas só se adequarem às novas exigências que virão mais a frente. Eu não consigo me imaginar sendo blogueira daqui uns 10 anos, de ter minha renda vinda do blog. Respeito muito quem tenha tomado essa decisão, mas é só que eu não me vejo assim.
    Aliás, é só eu que estou achando que a blogosfera anda "chatinha" demais? Com quase todo mundo falando sobre os mesmos assuntos e loucos para ganhar $$? Sei lá, eu era muito fã de alguns blogs porque os conteúdos eram diferentes, mais pessoais. Mas agora esses blogs parecem que começaram a entrar nesse grupinho também :/
    Enfim, eu acho que as pessoas deveriam começar a pensar mais nesse lado, avaliar se realmente vale a pena viver dessa profissão. Foi como você disse: “Quem me dera viver do Madly Luv a vida inteira, construir uma casa só de sua renda, ter meu carro, minha vida toda resolvida, estabilidade financeira, sustentar minha família somente desta forma. Mas eu preciso ser realista. A cultura na internet está em constante mudança e, a blogosfera, mesmo sendo a ditadora de tendências, é refém desta cultura virtual e da tecnologia. A profissão de blogueiro é linda, mas com certeza não deve ser única e exclusiva na vida de alguém. Devemos lembrar que o sucesso de um blog hoje pode não ser o mesmo amanhã.”
    Sigo sua linha de pensamento, pretendo continuar com o meu blog como uma das minhas “distrações”, e desejo sorte e sucesso às pessoas que querem viver / vivem através dos blogs. Não sei, pra mim é como jogar na loteria xD Mas cada um faz o que quer. Eu só acho prudente avaliar tudo isso antes de arriscar qualquer coisa.
    Bom, essa é a minha opinião (mesmo que seja um tanto radical) 🙂
    Beijos ;*

    • Aninha

      @Feeh, eu penso por ai também…. Se alguém consegue te bancar ou você já tem "mó" grana, ninguém impede o crescimento do seu blog. Acho que ao contrário disso é resultado de muita sorte e muitas noites de dedicação.

      É um assunto muito delicado, e com certeza muitos não concordam com nossa maneira de pensar. Como eu já disse no post, seremos julgadas. Com certeza pelos fanáticos que acreditam que blogueiras são celebridades e pelas pessoas que acreditam rentabilidade infinita da blogosfera. Não é só você que anda achando a blogosfera chatinha, não rsrsrs. Por este motivo de todo mundo querer falar sobre algo que possa render, acaba todo mundo tendo a mesma ideia e postando as mesmas coisas. Só muda de endereço para endereço.

      Talvez, Feh, nós somos caretas demais, hehe. Eu vejo a blogosfera como algo gostoso e uma distração super bacana que envolve compartilhamento de ideias e informações! Eu não julgo o fato das pessoas transformarem isso algo rentável. Blogueiras das antigas que eu acompanhava desde quando elas eram desconhecidas, como a Melina Sousa e a Bruna Vieira, conseguiram seu lugar ao Sol aos pouquinhos e pelo mérito delas, e não vi nenhuma abandonar faculdade ou curso por causa do blog. Pelo contrário! Terminaram e estão ai, apesar de eu ainda ter as minhas dúvidas. Mas admiro-as demais! Entretanto, estas blogueiras milionárias de berço é algo fora da realidade. Vi o depoimento de uma que abandonou faculdade para ficar com seu blog de moda. WHAT?

      O que acho extremamente válido é conseguir encontrar uma profissão através do blog. Virar garota propaganda, assim como qualquer modelo, tem o seu alge da fama… mas com o tempo o glamour acaba. É um fato. Agora, adquirir uma formação ou uma vocação que encontrou através de um blog, é super legal! Eu encontrei minha vocação para o design através do Madly Luv (e vivo do design e não do blog), algumas outras blogueiras escreveram livros, outras viraram publicitárias, outras designers de moda e criaram sua linha de roupas, e outras dezenas viraram maquiadoras e investiram em sua própria linha de maquiagens e pincéis. Mas tudo isso já virou algo além do blog. Algo que, se o blog acabasse, tem chances de grande sucesso do outro lado. Mas viver só de blog seria estupidez.

      O blogueiros novos e desesperados por dinheiro na conta não terão nenhuma expectativa de carreira se somente sentar na cadeira e escrever um post. Tem que trabalhar e estudar também, independente se é relacionado ao blog ou não. E parece que essa nova galera não tem esta noção. =/

      Comentário lindão Feh! Obrigada por falar sobre isso!

  • Mari Mysteria

    Eu acho que as coisas parecem um pouco confusas na cabeça dos novos blogueiros que tem surgido de um, dois anos pra cá. Estou na blogosfera com blogs aleatórios desde 2007, e com o Black Cherry, meu atual blog, há cerca de dois anos. Desde que comecei nesse mundo, muita coisa mudou. Conheci os blogs "bevel" com seu design de gosto duvidoso, passei pelos com gifs na sidebar e backgrounds de estrelinhas brilhantes (!!!) e, mais recentemente, vi o "boom" dos blogs de resources e tutoriais básicos de CSS/HTML, ao estilo do falecido Cherry Bomb, tendo eu, inclusive, feito parte dessa área até bem pouco tempo atrás. Mas nunca, em todo esse tempo, vi tantos blogueiros querendo fazer dinheiro como estou vendo agora. Digo, desde os garotos de 13 anos até as mais entediadas donas de casa, todo mundo quer fazer o blog render, mas fico me perguntando: será que eles sabem o que é necessário para isso? Realmente pensam que é simples, apenas escrever meia dúzia de coisas e firmar parcerias escravistas e tcharam, dinheiro no bolso?
    Não acho certo criar um blog pensando apenas no quanto ele pode render, principalmente porque 99% dos que o fazem acabam desistindo nos primeiros meses ao ver que o blog não rendeu os frutos esperados. Ganhar algo com um blog requer MUITO trabalho, eu tenho ciência disso, mas ao que parece, a maioria das pessoas não pensa assim. É necessário mais do que uma hora por dia e um post mal escrito por vez. Exige muita dedicação, paciência e – acho que vais concordar comigo nessa – algumas noites mal dormidas até chegar o dia em que o resultado aparece.
    Eu ainda espero ganhar alguma coisa com o Black Cherry, mas o meu trabalho com ele é antes um hobbie do que uma profissão. Ele é um meio de chamar atenção para o que eu sei fazer profissionalmente, talvez atrair clientes, mas sei que não dá pra viver de blog pra sempre. Acho que é essa noção que falta àqueles que criam um blog hoje e amanhã querem acordar com a conta bancária cheia!

    Beijo!

    • Aninha

      @Mari Mysteria, requer muita maturidade para ter esta noção de realidade sobre o que um blog pode trazer. Sim, ele pode render milhares, mas sim, ele é fruto de outras milhares de horas de dedicação, que, mesmo assim, talvez não renderá o suficiente. É como eu já disse em resposta a outros comentários deste post: um blog é ótimo como complemento, uma válvula de escape e também ótimo para ser o início de outras carreiras e mostrar aos outros do que você é capaz, ou simplesmente perfeito apenas para um desabafo. Mas viver apenas dele, é coisa que poucos irão viver, e, se não forem espertos e realistas sobre a realidade do mercado e da blogosfera, viverão disso temporariamente.

  • Letícia

    "Quem me dera viver do Madly Luv a vida inteira, construir uma casa só de sua renda, ter meu carro, minha vida toda resolvida, estabilidade financeira, sustentar minha família somente desta forma." parece quase uma utopia mesmo; acho que os blogs tem grande potencial para gerar renda, e da pra viver – quando se tem a sorte de se tornar um blogueiro HIPER famoso e com altas taxas de influencia (vide Depois dos Quinze, Radioactiv Unicorns, Jesus Maneiro, Ah,Negão entre outrosssss); mas tentar levar a vida só com o blog casual é uma tarefa difícil e que como minha avó falava, "é carreira de modelo" não dura pra sempre (da pra adaptar essa frase pra os dias atuais com "é renda de blogueiro" hahahaha).
    Agora falando de mim pessoalmente, eu amo meu blog e por mim manteria ele pela vida toda – digo "manteria" por que nunca se sabe o que o futuro reserva para nós né? -, mas mesmo assim pretendo seguir minha carreira como Designer de Games e criar ainda mais conteúdo para o blog com isso! 😉
    Super post!

    http://dropandoideias.com/

    • Aninha

      E de fato é uma utopia mesmo, @Letícia kkkkkk
      Com certeza, dá para viver muito bem. Tem blogueiros que ganham milhares, assim como os vloggers. Mas é como você disse, é como carreira de modelo. Uma hora o glamour acaba. É pensando assim que torna um blogueiro esperto. Além do blog, precisa ter algo, e se for algo relacionado, é maravilhoso. Há blogueiras que criaram sua própria marca de maquiagem e pinceis, assim como teve blogueiras literárias que começaram a escrever livros ou trabalhar no ramo da literatura. Isso é maravilhoso! Não é só um blog e a publicidade dele sabe? Um blog é ótimo como complemento, uma válvula de escape e ser o início de outras carreiras, ou perfeito apenas para um desabafo. Mas não só ele como vida.

      Por mim, eu também manteria o Madly Luv pela vida toda, assim também como pretendo seguir minha carreira como Designer Gráfico ;D

      Beijo grande, e obrigada pelo comentário!

  • Ana

    Oi Aninha!
    Concordo com você, meu blog está apenas começando, mas muitas pessoas já olham pra ele como um meio de lucro.
    Nunca foi o meu objetivo lucrar com ele, mas seria realmente um sonho poder viver de algo que amamos.
    Não sei do futuro, mas também tenho o receio daquelas pessoas que vivem disso acabarem sem profissão no futuro.
    Um post muito interessante. Gostei!
    Beijos

    • Aninha

      @Ana, fico feliz que tenha gostado do post. É um assunto bastante delicado, mas eu sentia que precisava falar sobre ele oficialmente no blog, ao invés das redes sociais. Gosto de pensar o blog como um complemento e também como um modo gostoso de compartilhar as coisas que amamos e o que fazemos. Viver dele é algo extremamente perigoso, mas é super legal crescer em outra área através do blog. Comentei muito disso na resposta do comentário da Angélica, se quiser dar uma olhada depois… Mas é uma coisa que sempre digo, aposte em mais coisas para sua carreira, mas nunca deixe o seu blog de lado. Ele também é importante. E desejo todo o sucesso para ti Ana!

      Beijo grande e obrigada por compartilhar sua opinião *-*

  • Talita Korb

    Eu concordo e discordo ao mesmo tempo… eu penso que devemos COM CERTEZA ter uma vida lá fora e buscar crescimento principalmente lá. Mas, por outro lado, acredito que os blogs estão crescendo pelo fato de que um leitor leva muito mais em conta a opinião do blogueiro sobre determinado produto/marca, do que uma propaganda na revista ou televisão. A blogueira pode dizer: o produto é assim, assim e assado. Gostei disso e não gostei daquilo. Já a propaganda não, ela apenas oferece o produto mas não temos uma opinião pessoal a respeito dele. Acho que é por isso que tantas empresas estão investindo no mundo blogueiro e que ele está crescendo tanto, e acredito que a tendência é crescer ainda mais. Mas óbvio que não dá pra querer viver de blog porque, como você falou, os avanços estão acontecendo de forma extremamente rápida.

    Eu tenho 18 anos e quando eu tinha 12, apenas 6 anos atrás, estávamos na época dos bevelados e gifs na sidebar. Hoje a coisa tá bem mais "profissional" na área blogueira, com certeza… e não se sabe o futuro, o que há por vir. Acredito sim na extinção dos blogs a longo prazo. Acho um tanto arriscado largar tudo pra viver disso… mas acho que quem tem boas ideias e quer entrar nessa área, pode ser que dê certo =)

    Beijão, Ana!

    • Aninha

      Aí é que está @Talita Korb! Não é errado ter boas ideias e entrar na área. De forma alguma! Tanto é que no post incentivo a não abandonar o blog e traçar metas para ele. Mas e daqui a 10 anos? Fico realmente pensando em uma coisa a longo prazo, sabe? Com certeza a coisa anda muito mais profissional atualmente, mas é da natureza de qualquer área subir e descer e a gente acompanhar o gingado. Mas tudo na internet é efêmero e rápido demais e com isso lá se vai as tendências e a tecnologia também. Não é da mesma forma como os picos de qualquer área profissional. Tudo é muito corrido para não ficar para trás. E mais tarde outras tendências surgirão e talvez a blogosfera possa ser modificada e não ter mais o mesmo brilho. Hoje, o que se ganha com blog, pode ser substituído por outra tendência de compartilhar informações. Cabe então a gente ir se adaptando, mas sempre tendo uma alternativa e jamais deixando nossa vida aqui do outro lado da telinha para trás. 😉

      Beijo grande e obrigada por compartilhar! *-*

      • Gi Santos

        Eu concordo com as duas, mas gostaria de fazer observação. Nos tempos atuais, quase nada dá para se traçar em 10 anos, as coisas estão mudando absurdamente, até mesmo no mundo profissional. Beijos.

        • Aninha

          De fato @Gi! Mas sou das antigas e ainda acho que um blog não deve ser fonte única de dinheiro. No mundo profissional quem é esperto, sempre tem uma carta na manga ou uma ideia caso a primeira der errado. Como eu disse, não é errado ganhar dinheiro com blog! Mas ter outros meios, um emprego fora (mesmo que seja relacionado), também é importante 😉

Veja mais comentários:
1 2 3 7
ir ao topo