Pessoalidades

Primeiro dia do resto da minha vida

É, eu sei que eu sumi. Não posso ignorar o fato de que eu não passei na UFG, de que eu quase perdi o ar ficando igual uma idiota procurando meu nome na lista de aprovados, e que eu estou fazendo cursinho no período da tarde que já está me dando nos nervos. Acordei hoje de manhã para estudar matemática e geografia. Fiquei das oito e meia até às dez e dez. Para mim é mais do que suficiente. Para quem estudava apenas meia hora por dia e tirava notas boas em quase todas as matérias, duas horas já é demais. Mas confesso que entrei em desespero quando os professores começaram a falar que temos que perder todo o nosso lazer e horários livres para poder estudar e ficar no mínimo quatro horas estudando. Na hora em que me falaram isso, eu levei numa boa. Mas hoje quando eu acordei, às sete e meia, me baixou aqueeeele desespero! Eu nem tinha acordado direito, minha cara estava toda amassada, o cabelo todo emaranhado e eu já estava pensando como é que eu ia fazer isso. De certo eu sonhei (e dormi) com isso e não me lembro, chegando a ponto de acordar já preocupada.

Ai, xo xacota! Sai pra lá sentimento ruim! Sabe quem eu encontrei lá no cursinho? Aquela amiga minha que casou, lembra? Falei dela a muito tempo a-qui. Sentamos juntas bem na frente no auditório/sala/galpão/sei-lá-como-se-chama-aquilo para ficar bem na cara do professor. As aulas são boas, os professores são ótimos e explicam tudo e dão várias dicas.

Como posso dizer.. ontem foi primeiro dia do resto da minha vida, como a música logo acima diz. Só ignora o fato da música chamar Fifteen (15 anos) e que retrata a história de uma garota que entra no ensino médio. Troque colégio por cursinho e 15 anos por 17, ai você vai ver só, hehe. O "contexto" que esta música passa combinou bastante comigo. Minha vida apenas mudou e não, eu não vou ficar longe de casa! Hehehe. Alguns leram o meu drama e pensaram que eu ia ficar longe da família, sozinha. Acha que minha mãe ia deixar?! *0* Só apenas saí daquela rotina que eu tive durante nove anos e já estou aprendendo me virar. Só me falta um emprego para minha vida ficar perfeita

Gostaria de agradecer à Isabella, Lena, Larine, à Lusinha, Renata, à Camille, Lílian, Lilika, Pri e à Marina por terem me dado tanto apoio no post passado e pelo twitter. Sempre serei grata a elas por terem me entendido e me dado conselhos. Eu realmente precisava. Obrigada, garotas!

Seu primeiro dia
Respire fundo, garota
Respire fundo enquanto você está andando até a porta.


Comentários

╳ Cancelar
Ao comentar, você alega que está de acordo com a política do blog e de privacidade, consentindo o armazenamento de seu nome e e-mail nos cookies. Os comentários são moderados manualmente e podem levar algumas horas até serem divulgados ao público.

ir ao topo