Dicas

Lomografia: Dicas para iniciantes

Recebo muitas perguntas, tanto por e-mail, DM no twitter e mensagem no tumblr relacionado à lomografia. Lembro-me muito bem quando apresentei a você esse ramo da fotografia e depois disso nunca mais pude parar. Com o tempo fui pegando as manhas e tendo experiência própria no assunto, por isso decidi fazer esse post com umas dicas para quem pretende cair de cabeça nessa arte e ainda está meio perdido.

Foto tirada por mim a um ano atrás de uma colega da faculdade, com a minha Holga 135BC.

Bem, não sou uma expert e nem uma fotógrafa de verdade, mas espero ajudar um pouco através das minhas experiências e tirar essas dúvidas básicas 😊 Veja as 7 dicas sobre esse tipo de fotografia analógica nas próximas páginas.

1) Precisa de algum filme especial, ou filmes normais são suficientes?
Apesar de existir filmes especiais (que são caríssimos, diga-se de passagem), normalmente é usado filmes normais mesmo, aqueles que vemos nas prateleiras de fotocenters. Tem gente que faz gambiarras com filmes normais para dar um "tchan" a mais nas fotos, como usar filmes vencidos por ser antigos e embolorados, outros colocam no forno e esquentam para estraga-lo para dar um efeito inesperado e bacana (ou não) nas fotos, enquanto há alguns que tiram fotos com o filme invertido para deixa-lo em redscale (fotos em tons de vermelho).

(fonte da imagem: deuteronomyreader)

Pelo menos aqui em Goiânia, um filme de 35mm vai de R$8,00 a R$12,00 para ISO 200 e 400, de 24 ou 36 poses. Em outros estados já ouvi falar que o filme é vendido até por R$60,00! Mas isso varia de lugar pra lugar e a tal da lei da oferta e da procura dos mesmos.

2) Qual tipo de scanner você usa para passar para o PC as fotos reveladas? Não perde qualidade?
Logo no começo eu escaneava em casa com uma HP deskjet f4480. A qualidade perde um pouco porque as cores perdem a saturação na hora de escanear em casa porque não é uma scanner própria para digitalizar fotografias. Foi por isso que decidi mandar digitalizar no laboratório onde revela as fotos. Ás vezes sai até mais barato a digitalização do que a revelação das fotos, e a qualidade é perfeita! Eu normalmente pago uns R$7,00 numa digitalização de um rolo de 36 poses, é bem em conta mesmo, enquanto para uma revelação em papel fotográfico é cerca de R$0,68 cada foto.

3) Pode indicar alguma Lomo pra começar?
Uma Holga 135 ou Diana F+ é bom para começar. A Holga fica um pouqinho mais em conta porque ela é própria para filmes de 35mm, enquanto a Diana foi feita para filmes de 120mm (formato quadrado, em slide), que são mais difícieis de achar. Até que dá para fazer gambiarra na Diana e usar filme normal, mas se você não quer arriscar a quebrar sua câmera (ela é plástico, parece brinquedo, então é frágil), você compra um adaptador para usar os dois tipos de filmes — porém o adaptador é quase o preço de uma outra câmera, então é um caso a se pensar, rs.

Mas se você já quer se aventurar pode ir direto na Action Sampler ou Oktomat que possuem várias lentes uma do lado da outra e tiram fotos em estilo "quadrinho", rs. São mais baratas que uma Holga ou Diana. Então, é tudo uma questão de gosto e qual você deseja experimentar. ;D

4) Qual é o preço médio de uma câmera lomo?
Varia muito, pode ir de R$45 a R$1.000 dependendo do modelo e marca! Você pode ver os preços em: www.brazil.shop.lomography.com/cameras e www.toycamera.com.br.

5) Qual câmera você usa e por que a escolheu?
Uso uma Holga 135BC e recentemente comprei uma AquaPix (vide a foto que tirei abaixo). Escolhi a Holga porque ela dá efeito de vinheta nas fotos, aquelas bordas escurecidas. E no mês passado comprei uma AquaPix, que tira fotos debaixo da água e tira fotos parecidas com a Diana, coisinha mais linda do mundo, só que ainda não revelei filme algum dela, então não ainda não peguei experiência nela, rs.

6) Qual é a probabilidade das fotos saírem ruins?
É altíssima, claro. É necessário ter a consciência de que a lente de uma lomo é feita de plástico, então a luz entra de maneira difusa, sem contar que as fotos podem sair escuras. Entretanto, da mesma maneira que pode sair uma foto horrível, pode sair uma perfeita, com uma luz vazada super bacana ;D A questão é que quando você tem uma lomo, você precisa conhece-la e pegar suas manhas, sabendo como é o seu foco, qual ISO se dá bem com ela, etc. E para saber disso, só tirando foto e queimando filmes, rsrs.

7) Qual ISO (ou ASA) devo escolher para minha câmera?
A maioria das lomos tem fome de luz. Lembrando que, quando maior o ISO, maior sua sensibilidade à luz, e também maior probabilidade da foto ficar granulada (que são aqueles pontinhos que lembram areia que vemos nas fotos antigas, sabe?). Um ISO legal para uma lomo é 400, que fica legal tanto em dias de sol quanto nublados, quando você utiliza a luz natural para tirar foto. ISO abaixo de 400 só para dias hiper ensolarados, quando o sol está a pino. Quando se quer tirar foto à noite ou em dias sem sol algum, é melhor comprar um flash.


Editado em 13/09/2014

Dois anos após a publicação deste post ele ainda é bastante visualizado! Isso é lindo! Me sinto feliz em saber que ainda ajudo o amantes da lomografia no começo 😍 Mas preciso esclarecer umas coisinhas pois até hoje recebo as seguintes questões abaixo:

1) Onde se REVELA filmes em Goiânia? Após alguns meses que este post foi publicado eu deixei de trabalhar com lomografia (por opção mesmo, não há motivo específico). E o lugar no qual eu revelava em Goiânia (era um antigo laboratório da rede Fujioka) está fechado hoje. Então não sei onde se revelar mais por aqui pois lá era o único lugar que eu conhecia.

2) Onde se COMPRA os filmes em Goiânia? Como eu já disse, deixei de trabalhar com o analógico. Eu comprava os filmes na rede Fujioka. A dois anos atrás qualquer loja vendia. Hoje já não posso afirmar. Se não encontrar filmes nas lojas físicas, sugiro que pesquise no Mercado Livre ou no site Marinho, pois a loja Lomography não vende mais para o Brasil.


Comentários

Ao comentar, você alega que está de acordo com a política do blog e de privacidade, consentindo o armazenamento de seu nome e e-mail nos cookies. Os comentários são moderados manualmente e podem levar algumas horas até serem divulgados ao público.

  • Nizer

    Que post maravilhoso!Realmente perfeito!Eu amei,ele é um post completo!Lindo de se ver e acrescenta muito pois possui bastante conteúdo e informações!Com esse post fiquei animada para comprar uma lomo e sair tirando fotos por aí! Fotografias antigas são tão mágicas,né? *-* Eu peço desculpas por não comentar frequentemente mas para você ter uma noção,dos 30 blogs que acompanho diariamente eu não comento em nenhum mas sempre visito e leio tudo!
    Sempre fico com receio porque não consigo exprimir o quanto feliz,não consigo escrever um comentário tão bom quanto o post realmente é!Não sei explicar,só sei que minhas intenções são boas! Útil e maravilhoso o post,Ana! Esclareceu muitas dúvidas que eu tinha sobre esse assunto! Parabéns! Beijos

  • Mih

    Ain Aninha, vc só aumentou a minha listinha de compras/desejos kkk
    adorei as dicas, fotografar é arte que bom que nos ajuda pois é dificil
    saber por onde começar…apesar das digitais serem auge hj, eu quebro o galho
    com a minha semi da Sony DSC-H20 kk Curiosissima pelas fotos da Aquapix, me avisa por e-mail quando postar alguma, por favor. Beijoo

  • Fernanda

    Ah, me deixou com mais vontade de ter uma. Já coloquei uma no carrinho da loja virtual, mas não tive coragem de comprar. Com certeza depois dessas dicas, acredito eu, que irei adquirir a primeira. Belo post!

  • May

    Desde que você apresentou as Lomos aqui eu sou doidinha por uma. Até hoje não consegui comprar, mas foi por medo mesmo, por não ter experiência com algum tipo de câmera que não seja essas que a gente tira fotos no dia-a-dia… Mas esse ano quem sabe não compro uma? Rs

    Beijos,
    May ;*

  • Renata

    Conheci as lomos através daqui do ML quando você postou e por sua culpa (e da sumida da Lola que até hoje me deve uma saída fotográfica) acabei comprando 2. Fiquei encantada com o design da Diana F+ mas sempre tive raiva dela por ela só aceitar filme 120mm e comprar o back adaptador saía muito caro pra mim (além de estar indisponível quando eu fui comprar), por isso acabei comprando a Diana Mini, que é idêntica a Diana grandona mas tem o formato das fotos diferentes.
    Minha outra escolhida foi uma Fisheye nº 1, que dentre os outros modelos, era a que mais me encantava.
    Já tem 1 ano que eu comprei as minhas 2 lomos e hoje meu desejo é ter uma Holga ou uma Diana F+ (além de uma Colorsplash, La Sardina.. brinks!) e quem sabe vender minha Di Mini. Eu AMO minha câmera, mas esbarrei com a dificuldade de me acostumar com os formatos das fotos. Pra quem não sabe, ela tem 2 opções de fotos, uma quadrada ou uma half-frame (metade). Só fiz até hoje um filme com half frame e me agradou muito, mas a tendência de me 'perder' na contagem das fotos é imensa! Até quando tiro no modo quadrado eu sempre acabo deixando espaço pra mais fotos por achar que já atingi as 36 poses (tenho ódio disso).
    Sou louca pra ter uma lomo que faça fotos 'normais' pra que eu possa revelar sem medo (se for pra revelar uma foto da Diana ou ela vai ficar com os lados pretos ou vão deformar a foto pra ela se encaixar).
    Quanto a fisheye, eu fico louca por não usá-la muito, mas sempre que posso tento fazer umas fotos com ela. Só queria que ela fosse a nº 2, pra que eu pudesse usar gelatina no flash e tudo mais!
    Vai uma dica pra quem quer uma lomo: analise bem que tipo de foto você quer pra não se arrepender depois que tiver comprado a câmera. Quer fotos mais 'tradicionais'? Escolha a Holga ou a Diana F+. Quer fotos diferentes? Opte por uma Di Mini, Fisheye, Action sampler… modelo é que não falta!!!
    Sabia que meu comentário ia ser imenso! XD Quem mandou falar de algo que eu amo??? E a culpa d'eu ficar gastando $$ com filmes e revelações (pago 9 reais por revelar + digitalizar o filme) é sua!! =P
    ;*

Veja mais comentários:
1 2
ir ao topo