Pessoalidades

Falar, ou se calar para sempre?

Eu sempre tenho a péssima sensação de que eu só faço merda em minha vida. Não, não estou brincando, é sério… Faço muita merda mesmo. Tenho o insano costume de esbofetear a cara de alguém — com palavras, claro, não sou tão doida assim, afinal — e depois me arrepender e ficar dias e dias me amargurando. Eu sei que faço muita burrada porque não messo o tamanho das minhas palavras estúpidas movidas pela emoção na hora porque não costumo pensar, só solto o que sinto. Falo mesmo e não estou nem ai — só não sou assim com quem não tenho liberdade, claro.

(imagem via an_pena)

Pensar mesmo só penso depois, e penso tanto que minha cabeça até dói, meus músculos da nuca chegam a dar pontadas de tensão. E quando não falo? É como se tivesse algo entalado em minha garganta. É sempre tudo ou nada. Eita personalidade chata de se lidar… eita pessoa chata que acredita que deve esperar que outro adivinhe tudo que se passa em sua mente mirabolante, ora cheia de amor, carência, ora cheia de dúvida e raiva. Tsc, tsc, tsc… eu deveria saber que não pode se esperar nada.

E quando não falo o que se passa dentro de mim para alguém, não falo mesmo. Ou, quem sabe, surpreenda-me… ou não, às vezes só é necessário alguém realmente querer que eu fale. Se nada sai de mim, depois eu me viro com a fumaça que sairá da minha cabeça e com ovo da minha garganta. Falar, ou se calar para sempre?

Percebe o tanto que é contraditória a mente humana? Ou será que é apenas a minha, hm…


Comentários

Ao comentar, você alega que está de acordo com a política do blog. Os comentários são moderados manualmente e podem levar algumas horas até serem divulgados ao público. Caso alguém responda o seu comentário aprovado, você será notificado via e-mail.

  • Fernanda

    O meu problema é só a parte do não ter dito o que eu queria dizer, sempre..

  • May

    É claro que temos que medir o que falamos, mas eu dava tudo para ter só metade dessa parte da tua personalidade. Quando fico com raiva, me fecho e não consigo falar nada, fico estática. Muita gente diz que isso é covardia, mas não, simplesmente me fecho, como uma capa de proteção mesmo. Só que com isso não falo tudo que gostaria de falar, e guardo mágoa. Isso realmente me faz muito, muito mal, e tenho certeza que é por isso também o fato de eu ter mal-humor repentino de vez em quando, rs! Preciso melhorar isso e trabalhar essa parte de falar tudo que eu penso sobre determinados assuntos, mas não é tão fácil assim, né?

    Beijinhos,
    May ;*

  • Marina Miury

    Sempre fui uma pessoa impulsiva e cabeça quente, mas eu tive a sorte – ou o azar – de não ter as palavras certas na ponta da língua. Sempre preciso parar para escolher minhas palavras porque elas não fluem com facilidade pra fora da minha boca. 🙂 Talvez isso seja bom, mas sinceramente, é demasiadamente ruím perder a oportunidade de falar o que você pensa e ficar, assim como você, embora num caso contrário, remoendo as palavras que não foram ditas.
    Talvez o equilíbrio seja a melhor coisa: fale o que pensa, fale a verdade e na hora certa, mas segure a língua para não falar mais do que o necessário e magoar alguém.
    Bjo ;*

  • Endryelle Santos

    Sou exatamente assim, aff :X
    Porque é tão difícil! Se calo, minha mente é que sofre sozinha, remoendo. Se falo, sofro depois, remoendo tudo, também.

    Beijinhos :*

  • Ariani Martins

    Bom saber que não estou sozinha. =)
    Sei muuuito bem como é ser assim… passei a vida ouvindo as pessoas falarem pra parar de dar coices, patadas, pensar antes de falar e eu nem liguei … meu namorado conversou comigo diversas vezes sobre isso, com toda a paciência do mundo…e eu não levava a sério … e hoje nem eu me suporto mais, as pessoas tem até medo de falar comigo … até professores na faculdade…JURO!
    Meu namorado terminou comigo pq não aguentava mais… a condição pra gente voltar é eu melhorar, ser mais paciente e pensar melhor antes de reclamar e falar alguma coisa.

    Ele está certo, todo mundo estava.. mas não adianta né, a gente só aprende quando bate a cara no muro.

    Sou assim também, falo tudo, e depois penso e ouço tudo o que disse e me arrependo, vejo q exagerei… mas a gente nunca quer dar o braço a torcer né!

    Beeeijos!
    Adoro o blog!

Veja mais comentários:
1 2 3
ir ao topo