Fotografia

Eu amo: Lomografia

Uma paixão que sempre tive e que só hoje fui conhece-la de fato: a lomografia. Sempre gostei de fotos saturadas, meio vintage (vide meu album no flickr), com cantos escuros nas bordas e com cores um pouco mais fortes que o normal. E eu sempre me perguntava: como é que se faz isso numa câmera? Eu só sabia jogar estas técnicas no photoshop, mas hoje descobri na minha aula de fotografia a nossa poderosa: a câmera Lomo.

História

No final da guerra fria, lá pela década de 80, o mundo estava naquele fuá e revolucionando conceitos e políticas, todo mundo já sabe e estudou (ou estudará) isso no ensino médio. Nesta época o general russo Igor Petrowitsch Kornitzky, amante da fotografia, tinha-se deixado encantar por uma pequena máquina japonesa, muito resistente e cujas lentes eram de qualidade excepcional. Através desta ideia, o general ordenou ao diretor da empresa LOMO, Michael Pantiloff, em São Petersburgo, a colocar em prática uma produção maciça de máquinas fotográficas pequenas, robustas e fáceis de usar.

A "Lomomania" propriamente dita começa em Praga em 1991, quando dois jovens vienenses, de férias na capital da República Checa, descobriram a máquina Lomo. Começaram então a fotografar tudo (tudo mesmo!), muitas vezes sem sequer olhar através do visor. De regresso a casa, o fascínio dos dois fotógrafos pela cor forte, a luz captada e a qualidade das imagens (focadas ou desfocadas) foi tão contagioso que rapidamente a moda das Lomo se espalhou entre os jovens da cidade.

Regras básicas da Lomografia

  1. Leve a sua Lomo onde você for.
  2. Fotografe a qualquer hora do dia ou da noite.
  3. A Lomografia não interfere na sua vida, ela é parte dela.
  4. Aproxime-se o mais possível do objeto a ser fotografado.
  5. Não pense.
  6. Seja rápido.
  7. Você não precisa saber antes o que fotografou…
  8. …Nem depois.
  9. Não fotografe com os olhos.
  10. Não se preocupe com as regras, rsrs

A arte de fotografar com uma Lomo consiste em fotografar ao acaso, de forma imprevisível. A Lomografia não é uma fotografia encenada ou produzida; é uma fotografia do cotidiano, tirada de qualquer jeito. Acredite, saindo por ai batendo foto com uma dessas te garanto que você terá revelações super inusitadas devido às "falhas" que aparecem na revelação. Mas não se preocupe, não é para sair perfeita mesmo, não! Desfoques e cores super saturadas é a característica principal das Lomo. As máquinas normalmente são de médio formato — ou seja, quando reveladas saem um pouco maiores e quadradas em vez do clássico 10×15 cm que conhecemos nos álbuns de família na década de 90 — mas dá para fazer uma gambiarras e usar um filme normal (aqueles pequeninos tubinhos, de 35mm, de 12 a 36 fotos, lembra?) que compramos nas óticas e aparelhos eletrônicos.

Tipo de lomo

Há taaaaaaaaantos tipos de máquinas Lomo que você não faz ideia! Há máquinas coloridas, minis (que cabem na palma da sua mão!), à prova d'agua, descartáveis, com flashes coloridos, com 6 lentes para sair fotos diferentes num único click, com lentes fisheye (mais conhecida aqui no Brasil como olho de peixe, veja o exemplo)… e tudo com um preço bem acessível. Essas maquininhas variam de R$35,00 (as descartáveis) até R$400 ou R$500 (como todos os acessórios que você imagina). Acredito que seja um preço bom, comparado à diversão que elas trazem.


Cada uma mais fofa que a outra né?

Infelizmente elas são difíceis de ser achadas aqui no Brasil. Não é em qualquer lojinha que vende. Dizendo meu professor, só tem uma única loja aqui no Brasil e fica no Rio de Janeiro (foi nessa parte em que cai das nuvens 😒 ), maaaas dá para comprar na internet através pelo site lomography.com.br. Lá há dezenas de câmeras e de acordo com o que eu li, não tem taxa de importação porque todas as câmeras estão aqui no Brasil e só cobra o frete. E você acha que vou perder essa oportunidade? Primeiro eu verei se consigo comprar de uma mulher lá da facul que consegue pegar elas no exterior, para ver se fica mais barato, mas se não, comprarei na loja online mesmo. ;D


Clique aqui e vejas fotos mais populares pelos brasileiros deste site

Agora, quer ver o meu xodózinho? Esta Diana Mini que cabe na palma da minha mão 😍

Gostou? É viciante, rsrs. 😊


Comentários

Ao comentar, você alega que está de acordo com a política do blog e de privacidade, consentindo o armazenamento de seu nome e e-mail nos cookies. Os comentários são moderados manualmente e podem levar algumas horas até serem divulgados ao público.

  • Gaby

    Oie Aninha!
    Como sou meio desligada em relação à fotografia, nem tinha conhecimento que a Lomografia existe (rsrs). As fotos feitas com uma Lomo ficam sensacionais! *-* E a Diana Mini é uma gracinha, tomara que você consiga adquirir a sua. 😊
    Adoro seus posts!
    Beijoquinhas ;**

  • Andressa

    Oi, Ana.
    Tudo bem ?
    Nossa, nunca saberia que o nome é lomografia. Acho interessante esse efeito que a camera pode fazer na foto. Ameii *-*

  • Thaís

    ai sim,fomos surpreendidos novamente!
    pensei que esse tipo de foto, era feito só com efeito…nunca imaginei que uma camera tirasse fotos assim,ashauoshahs…ameeeeeeei!
    *u*

    beijinhos

  • Marcela

    Ah, uma vez eu vi uma dessas em um post de um blog que falava das coisas que tinha na bolsa de uma mulher lá, e quando vi, achei uma graça essas Lomo's (?) e até passou pela minha cabeça em pedir uma para o meu pai – até porque ela é baratinha -, porém tinha acabado de comprar a minha câmera : e eu gostei do efeito que a Diana Mini deixa nas fotos *-*'

    Beijo :*

  • Lola

    Aninha!

    Como você, também caí das nuvens, mas há um bom tempo… Assim que botei os olhos nessas belezas aí, derrapei de amores instantaneamente *u*. Vou te contar que tua empolgação me deu um gás para conseguir comprar uma. São lindas, uns amores e até cheguei a pensar em comprar uma analógica do tipo "brinquedão" mesmo e testar alguns efeitos no Photoshop (já que sua granulação natural ajudaria bastante para um arzinho "anos atrás"), mas restou algum % de esperança em comprar uma lomo…

    O que há de divertido na lomografia é justamente a liberdade do "aponte e clique", não importando o que. Imagina uma avenida movimentada, cheia de carros indo e vindo, pessoas, luzes e você tirando o "tesourinho" da bolsa, como quem não quer nada… Click! Revelou, escaneou, postou. Rá!, "tá bom, tá ótimo"!

    Necessito já! 🙂

Veja mais comentários:
1 2 3 7
ir ao topo