Pessoalidades

Do ato de escrever

Como você já deve saber, amo escrever. Qualquer motivo é pegar a caneta e escrever, na importa o lugar. Seja o refrão de uma música, uma estrofe de um poema, uma reflexão… é sempre bom dar uns "rabiscos". As tensões e ideias que rondam a sua mente são transferidas para a ponta da caneta e parece que ela vai por si só e a mão vai acompanhando-a e arrastando-se pelo papel.

Por falar em papel, comprei aquele caderno que eu tinha dito a você a alguns dias, lembra? Meu Deus, você não tem ideia do bem que isso está me fazendo… toda noite escrevo nele (veja a foto) sobre o que está se passando na minha vida, nas coisas que andam acontecendo… Já estava começando a ficar arriscado contar aqui, já que agora alguns dos meus amigos lá do cursinho já estão tendo acesso aqui.

Escrever é desabafar sem precisar necessariamente de um ombro amigo. Por um lado é bom, e por outro é ruim. A vantagem é que muitas coisas que estão em sua mente não precisam ser ditas a uma outra pessoa, porque são assuntos muito pessoais, nos quais somente o seu coração pode te responder. Além do mais, você faz uma auto-avaliação. Já a desvantagem é que você não consegue um conselho amigo, pois num determinado momento você fica tão enrolado numa certa situação que você não consegue vê-la por um outro ângulo, e um amigo pode, conseguindo interpretar melhor do que você e te ajudar.

Enfim, você não precisa usar palavras difíceis e a norma culta para escrever algo para você mesmo. Como eu disse no começo deste post, a ponta da caneta e parece que escreve sozinha porque simplesmente as palavras fluem. Pratique! Você vai ver o tanto que é bom.


Comentários

Ao comentar, você alega que está de acordo com a política do blog e de privacidade, consentindo o armazenamento de seu nome e e-mail nos cookies. Os comentários são moderados manualmente e podem levar algumas horas até serem divulgados ao público.

  • Natane

    Tbm gosto de escrever, mas nao escrevo muito beeeeem… Caderno mais lindo, amo cadernos fofinhos (e cheios de adesivos), hehe.
    Beijos

  • Luisa

    Ai Ana… eu já tentei fazer isso mas nunca consegui! Por mais que eu escrevesse sempre ficava com receio dos outros lerem e nunca era completamente sincera – oh, me ocorreu uma revelaçãao! não confio nem em um pedaço de papel? omg.
    Tá bom, muitas vezes, quando eu me sinto mais "fragil" (que é quando eu tenho essas idéias de escrever em diarios e talz) e também estou muito confusa… não consigo nem entender o que eu sinto, imagina colocar tudo isso num papel… É, eu sou uma pessoa muito confusa.

    Eu não sei se você viu mas os resultados do SK's Avaliation já estão online: http://award.so-kissable.com/ 😊

    Beijos e boa sorte com seu caderninho! :*

  • Nique

    Amo escrever tb, sempre fui daquelas q tinha agenda de várias coisas, uma pra isso outra pra aquilo e escrevia cartinhas pra pessoas que gostava, ou até mesmo escrever pra desabafar mesmo, por muitas vezes, escrevia, escrevia depois relia, amassava e jogava fora^^ com certeza me sentia bem melhor depois!

  • Ingrid

    Eh tudo verdade o que voc disse nunca tivemuito o habito de escrever pra ngm ler sab. Preferia conversar com meus amigos, mas eu sinto necessidade de contar mesmo o que vivo, o que acho ela vida aew, pra ver se alguem entende oq sinto sacas? ah so sei q to curtindo essa vida de blog.!
    aaaah Ana coloca ai um tutorial pra colocar essis smiles e mudar o coisa dos comentarios no zip.net , tem como fazer isso la no UOL? Beeeijos!

  • *Lusinha*

    Amo escrever Aninha, sempre tive esse hábito. Tenho diário desde os 10 anos.
    Só que depois que meu último diário acabou – há mais de anos – deixei de lado esse hábito e o que escrevo, quando escrevo é no blog. O que não me permite uma grande liberdade, mas que me ajuda a não deixar de lado esse exercício tão bom.
    Sim, um exercício pra mente, pra relaxar, pra colocar pra fora o que é preciso.
    Bjitos!

Veja mais comentários:
1 2 3 6
ir ao topo