Pessoalidades

Design Gráfico, 3º Período

Acredito que é a partir deste semestre que começarei a ver algo a ver com o Design Gráfico propriamente dito. Não que o ano passado eu não tenha visto nada, muito pelo contrário, peguei a base de tudo. Mas foi durante essas primeiras semanas de aula que percebi que estamos nos aprofundando cada vez mais e o termo Design é dito a cada 5 minutos na sala de aula. As matérias do 3ª período, apesar da maioria ser teóricas, são mais específicas. E a cada vez fico mais encantada com o Design Gráfico.

Dentre semioses visuais, história do design gráfico, arte moderna e processos e procedimentos do desenho, a disciplina que mais me fascinou de início neste 3º período foi programação visual. Estudaremos a percepção visual e como podemos criar projetos de uma maneira que qualquer pessoa entenda, baseando-se me vários fatores na psicologia da Gestalt. Falando assim parece difícil, mas não é tanto assim — pelo menos, teoricamente. Pelo o que entendi, é basicamente trabalhar de uma maneira que seja harmônica, funcional e compreensível ao usuário mesmo usando ilusões de ótica. O professor é altamente crítico, logo na primeira aula já mandou fazermos um trabalho e já foi apontando os erros. Achei esplêndido. Há pessoas que sabem criticar de uma maneira que você nem se ofende; absorve e te influencia a fazer melhor.


(arte gráfica por ~sizer92)

Já que estamos falando de Design…

Já ouvi casos de pessoas desistir de cursar Design Gráfico por não atingir as expectativas. Já recebi mensagens de pessoas que se diz interessadas nesta área que só achavam que Design é ficar no photoshop, fazer logos, folders e página de internet. Sempre respondo que Design é muito mais do que isso, mas já acho um passo e tanto de alguém perguntar, pesquisar e procurar saber. Eu também tinha uma ideia limitada, até começar a pesquisar compulsivamente e olhar a grade curricular do curso. #FicaDica pessoas: olhar a grade curricular é uma boa, talvez ela te fará brochar ou ficar mais excitado ainda com o curso que você quer seguir. 😎 Há pessoas que caem de para-quedas na faculdade pensando em algo, se perde neste universo e se desilude porque não consegue se identificar mais. E percebi que há gente que ama a arte final do Design, mas não se interessa pelo processo criativo e todo o estudo por trás. Às pessoas que se enquadram no ultimo caso, por favor, não entre no curso de Design, porque só vai pegar a vaga de quem realmente gosta e depois desiste como muitos já fizeram que pensavam que gostava de Design. 😤

Para finalizar o assunto, recebi um e-mail interessante dias atrás de uma garota que pretende estudar Design Gráfico. Achei super interessante a ideia do blog dela, que é mostrar o mundo do Design e para quem está começando a se interessar. Ela conta suas experiências e as convicções que ela vem adquirindo sobre este maravilhoso mundo. Visite o blog da Marina, Quero Ser Designer. ;D


Comentários

Ao comentar, você alega que está de acordo com a política do blog e de privacidade, consentindo o armazenamento de seu nome e e-mail nos cookies. Os comentários são moderados manualmente e podem levar algumas horas até serem divulgados ao público.

  • Paula

    Ana, eu posso fazer um theme parecido ao seu no tumblr? você não está mais usando ele, posso?

  • Edwin

    Eu amo Design, antes mesmo de saber que Design era design, antes mesmo de ter um pc rs . estranho né . Venho tentando entrar na UFPE para o Curso de Design tentei duas vezes, e nenhuma delas conseguir passar. No inicio desse ano, fui da uma olhada mais uma vez na grade curricular, fui ver as comunidades da galera, e senti aquele amor que tenho meio que guardado, não sei , meio que de lado, com esperanças de coisas novas. Foi ai que eu comecei a ver que eu tinha um tal de bloqueio em relação ao que eu realmente gostaria de fazer, fora que eu escolher design mesmo amando, era uma escolha com mais duvidas do que a certeza, tinha o medo de chegar na facul e bum, não é o que quero, não consigo fazer isso ou aquilo, acho que é o medo natural de todo mundo, principalmente nessa fase da vida! Foi aí que esqueci o Design, tirei ele da mente e fui tentar buscar algo que eu me identificaria mais que o Design, mais em relação a eu ir trabalhar e estudar sem tanto medo. Achei o Curso de GI-Gestão da informação, é um curso novo só duas ou três federais tem esse curso pelo Brasil e é uma area crescente aqui.Quando eu li sobre o curso eu disse, é muito interessante, é algo que eu me sentiria bem, é algo que eu sei que posso fazer muito mais do Design ( em geral ), e desde então GI tá em primeira opção, esse ano vai ser ele ou nada, vai ver a minha não aprovação nos outros vest, tinham um sentido, posso me formar em GI, me especializar em TI, cursos q sempre foram minha seg. opção, o Design agora é a Segunda opção, mas se for pra ser Design, vou pra uma particular, vou estudar Design para web e segurança, e acho que vou correr pro lado da programação, me sinto mais realizado ao fazer a imagem funcionar com o código do que construir toda uma imagem, se eu conseguir ser bom nos dois, vou agradecer muito rsrs.
    Enfim, comentário gigante, mas acho que a vida é assim, temos que ir tentando encontrar nosso caminho, e tudo na vida tem um pq. nada é do nada, e cai do céu .

    beijos.

  • Lola

    E é assim com qualquer curso que você escolhe de olhos vendados, Aninha. Resolvi aterrissar no mundo jornalístico e o que aconteceu? Desilusão. Não com o curso, que é excelente… Mas vi que aquilo não era minha praia no momento e tranquei a faculdade sem experimentar as duas matérias que eu mais queria: Fotografia e Semiótica. Fui tentar algo mais "a minha cara" e não deu outra: técnico em Web Design. Depois passei para o curso superior de Design Gráfico, mas, para a minha frustração, não formou turma. Agora estou complementando a formação em Web com o curso técnico de Produção Gráfica. E é aí que eu friso: Pessoal que quer curtir mais a prática, o jeito é fazer um técnico. Ou então, tentar complementar o curso superior com um técnico. Mas não adianta se enganar, achando que certo curso é uma maravilha, pelo fato do primo/vizinho/colega ter se "achado" por lá. Pode ser frustrante.

  • dajna hoyos

    Eu simplesmente não me vejo fazendo outra coisa na vida que não seja design, esse passo a passo do estudo, pesquisa, similares, conceitos… me encanta de uma forma inexplicável. Pena que a maioria das pessoas ainda tenham o pensamento de que design é apenas o que é "bonito", quando na verdade é MUITO MAIS que isso, é você suprir uma necessidade, é você agregar valor… muitas coisas além da estética, que também é importante, claro, mas não é tudo.

    Para isso estamos nesse mundo, porque tentar mudar a visão das pessoas não é impossível, se fizermos bons trabalhos e sermos ótimos profissionais do design. 😀

  • Talita

    Jurava que a disciplina que vc mais gostava era fotografia .-. hehe

    Acho que essa coisa de design gráfico não é pra mim. Na verdade eu não tenho mais a mínima ideia do que vou fazer na facul, minha sorte que não entro nesse próximo ano hehe.

    Que bom que está gostando do curso ana 😊

    Beijo :*

Veja mais comentários:
1 2
ir ao topo