Madly Luv - O mLuv é um blog pessoal no qual aborda vários assuntos como design, músicas, literatura, arte, televisão etc. Desenvolvido e mantido por Ana Flávia Cador.

Um dia em Piri: Reserva Vargem Grande

Passeios e Viagens

Ah, como eu estava com saudades de dar aquela passeada marota nas cachoeiras lindíssimas de Pirenópolis, interior do meu cerradão goiano. Já mostrei para ti as belezas da Reserva do Abade e o Pico dos Pireneus ano passado, e desta vez te apresentarei a Reserva Vargem Grande, bastante conhecida devido às cachoeiras lindíssimas.

O caminho do centro histórico de Piri até a entrada da reserva é cerca de 11km, sendo a maioria desta estrada sendo de terra. É praticamente o mesmo caminho da do Abade! É uma Reserva Particular do Patrimônio Natural fundada em 1996 com cerca de 360 hectares de cerrado. A ida até lá é praticamente uma subida, então no caminho há um mirante para podermos tirar fotos com o cerradão atrás. É uma das reservas mais procuradas pelos turistas e possui duas cachoeiras lindíssimas, a Santa Maria e a Lázaro. Depois que você chega na recepção, há uma pequena estradinha asfaltada de pedra até chegar à lanchonete principal, onde tem também o estacionamento, os vestiários e a uma ponte para iniciar as trilhas. Essa ponte é tão linda, tão fofa, que me fez sentir que estava na Terra Média! ::blush::

Mirante Reserva Vargem Grande – madlyluv.com
Mirante Reserva Vargem Grande – madlyluv.com
Entrada da lanchonete
Reserva Vargem Grande - madlyluv.com

Quase senti a presença de Bilbo Bolseiro por ali. Sentiu também?

Eu achei a infra-estrutura bem rústica e simples, mas isso é esperado para manter o ambiente o mais virgem possível. Há funcionários da reserva sempre dando informações e preocupados com a conservação do local, recomendando diversos cuidados e distribuindo saquinhos recicláveis para você tomar conta do seu lixo e entregar na saída. Você encara duas trilhas calçadas de pedra: uma de 500m (para ir à Santa Maria) e outra de 1.500m (para ir à Lázaro). A primeira é mais curtinha e tranquila. Você fica andando ao lado da correnteza do rio, e pouco antes de chegar dá até para dar uma paradinha pra curtir um pouco a correnteza. É uma delícia!

Trilha para Cachoeira Santa Maria
Cachoeira Santa Maria
Reserva Vargem Grande - madlyluv.com

A correnteza é bem calminha (mas é preciso tomar cuidado nas pedras por causa das quedas d'água) e dá para tirar fotos maravilhosas!

A segunda trilha é um pouquinho mais difícil de se andar. É preciso ter força nas pernocas porque vai encarar muitos degraus, pois subirá um pequeno morro para ir até a cachoeira Lázaro. Mesmo a trilha sendo calçada, dá para cansar bastante pois são cerca de 30min de caminhada.

Trilha para Cachoeira Lázaro
Cachoeira Lázaro
Pés de casal na areia - madlyluv.com

A Santa Maria é a mais linda, na minha humilde opinião, rs. A "praia" dela é bem maior do que a do Lázaro e dá para se aproveitar melhor o mergulho, pois ela vai ficando mais funda de acordo com que você vai nadando até a queda da cachoeira, chegando até 15m de profundidade. Entretanto, ao contrário da do Lázaro, não dá para ficar lá na queda d'água para ganhar aquela massagem nas costas porque é perigoso. T_T Nos finais de semana e feriados sempre tem um salva-vidas na queda da cachoeira pra dar um chega-pra-lá nos corajosos que querem testar a sorte por lá, rs.

A Lázaro é bem mais tranquila, nem vimos salva-vidas por lá — tão tranquilinha que chega até ser sem graça, rs. Ela é legal para quem está com crianças, pois tem só 1m de profundidade. A queda da Lázaro é super bonita, mas eu acho que todo o esforço e o tempo de chegar até lá não são tão bem recompensados, pois não há lugar bom pra relaxar e dar um tchi-bum na água sem medo de bater a cabeça no fundo. Se eu e Victor soubéssemos que era assim, teríamos ficado apenas na Santa Maria e aproveitado melhor o tempo.

Reserva Vargem Grande - madlyluv.com

Duas coisas me chamaram bastante a atenção neste passeio. A primeira é que tive a sensação que a vegetação passou uma queimada muito densa, pois haviam diversas partes da vegetação em cinzas. T_T Só não me deixou tão triste pois sei que o meu cerrado é forte o suficiente para conseguir se reerguer e eu ficava super feliz quando via uma florzinha brotando em meio às cinzas! ::love::

Frôzinha brotando no meio das cinzas
Pássaro Graúna

A segunda coisa que me deixou impressionada foi a quantidade de Graúnas (pássaro-preto)! Você via um bando deles super de pertinho. Eu sou extremamente apaixonada por este pássaro pois já tive um de estimação na minha infância. O meu era daqueles que ficava solto, deitava no colo e pedia carinho, haha. ::blush:: O canto dele é muito fofo e é super dócil. Ouvir vários cantando me deixou nostálgica e maravilhada.

A entrada é R$35 e é vendida na entrada da reserva mesmo, ou no Centro de Apoio ao Turista, presente na cidade. Confesso que achei um pouco caro em relação à reserva do Abade em quesito custo-benefício. :( Não há ducha para se tomar banho e nem restaurante, apenas lanchonete. A do Abade tem tudo isso (apesar do almoço ser carinho) e possui uma infra-estrutura melhor, custando R$30 (e R$20 se não for pegar trilha). Mas mesmo assim eu voltaria para a Vargem Grande só por causa da cachoeira Santa Maria. Eu realmente me apaixonei por ela, principalmente por causa da margem ser de areia (a maioria das cachoeiras de Piri têm margens de pedra, o que dificulta muito para andar). Minha dica é chegar bem cedo para conseguir um lugar legal com sombra e levar uns lanchinhos bem elaborados para dar aquela sustança na hora do almoço.

Na volta para Pirenópolis, vale um sorvetinho pra refrescar depois de tantas horas debaixo de um sol de rachar. É praticamente lei passar na Valenttine Gelateria, que fica bem na praça do coreto da cidade!

Valenttine Gelateria - Sorvete de Maracujá - madlyluv.com

Sorvete de maracujá com chocolate belga. Diliça!

Pirenópolis fica a 120km daqui de Goiânia, capital do estado de Goiás, e cerca de 140km de Brasília. Saiba mais como chegar em Piri acessando o site não-oficial com todas as informações ao turista e o site destinado à cultura, história e tudo o que ocorre na cidade.

Novamente, a experiência de estar pertinho da natureza é incrível! É tão bom ter lugares assim para visitar pertinho de onde moramos, né? Você tem algo para curtir a natureza perto de sua cidade?

Veja também...

King's Cross + Tour completo pelos Studios de Harry Potter
Londres: Fim de tarde em Notting Hill e primeira vez na Starbucks
Em Greenwich: no marco zero do mundo
¬¬ zZz x_x o_O ^^ T_T ;D :x :S :P ::teary:: ::sweat:: ::stress:: ::rolleyes:: ::love:: ::cool:: ::blush:: ::attention:: ::angry:: :) :( ._. *o* *O_O


25 Comentário(s)

(25 pelo blog e pelo facebook)
  • Kamylla
    Visitar blog
    31 . 10 . 2017

    Primeiro, que maiô lindo, adorei demaissssssssssss. Onde foi que comprou?
    Sobre Piri, eu curto muito, sempre fui desde pequena, mas de uns tempos para cá tenho evitado em feriados, porque às vezes dá até um nervoso de ver tanta gente nas revesas, eu gosto muito dessa, porém só fui uma vez, acho o preço justo para evitar problemas locais também. Já foi lá pra cima? pra Alto paraíso?

    Responder

  • Joyce Alves
    Visitar blog
    31 . 10 . 2017

    Oie! Que post lindoooo! <3 Apaixonei aqui!
    Lugar lindo! Amo ler posts sobre esses passeios deliciosos na natureza! Melhor coisa não há! E tuas fotos são maras! Parabéns.
    Amei o blog! Beijos

    jjoycealves.blogspot.com

    Responder

  • Adriel Christian
    Visitar blog
    31 . 10 . 2017

    oiê!

    sempre quis conhecer Pirenópolis, principalmente por saber que essa é a terra do Zezé de Carmago e Luciano. :D já vi algumas fotos da cidade e, menina, que show de beleza. na verdade, Goiás inteiro tem muita coisa linda pra apreciarmos! o cerrado ajuda, né? o bioma daqui do Tocantins tbm é cerrado, ou seja, sou suspeito pra falar sobre. <3

    te confesso que nunca fui numa cachoeira. fico só babando ao ver as fotos. um dia, EM NOME DE JESUS, irei. #oremos btw, as tuas ftos ficaram lidas. mas isso nem é novidade pra ti! :D

    bjs!
    Não me venha com desculpas

    Responder

  • Pri
    Visitar blog
    29 . 10 . 2017

    Nossa, já ouvi falar tanto nesse lugar (tem até a musiquinha laa em Maua, Teresopolis, Pirinopolis rsrs) Adoro esses passeios, da uma pza muito grande. Sou apaixonada por pontes, acredita? Essa é fofa demais, ia tirar uma foto descalço e fingir que era a Bilba. Confesso que nao achei taaao cara a entrada, embora nao tenha almoço incluido. Talvez por ja ter ido a lugares mais caros, mesmo com boa estutura. É pagável, principalmente se vc se organizar durante o ano pra ir. Estou para ir a Brasilia visitar uns parentes, queria aproveitar pra conhecer os arredores, vou entrar no site nao oficial para saber mais.
    Amei todas as fotos e fiquei com vontade de provar esse sorvete de maracuja com chocolate ;)
    Bjs floooor

    http://cariocadointerior.com.br/

    Responder

    • Aninha
      Visitar blog
      16 . 11 . 2017

      Oi Pri! Ah, essa ponte é tão linda, né? E sim, considerando outros lugares do Brasil, as entradas para as reservas com cachoeiras em Piri não são caras! A minha reclamação foi mais porque já vi mais baratas ainda e com estrutura até melhor, rs. Mas de qualquer forma, ainda está num preço bem pagável. Quando vier para BSB, dá uma passadinha em Piri. Direto vai o pessoal de BSB pra lá, até mais que o pessoal daqui de Goiânia! É rapidinho de carro. :)

      E por favor, vá nesta sorveteria. Melhor sorvete que já tomei na vida! Ah! E experimenta o de maça verde. Neste dia que eu fui não tinha (pensa meu sofrimento), mas quando você for e puder experimentar… vai adorar. É um sabor muito único. ♥

      Beijocas e obrigada pela sua presença aqui no blog! Seja sempre bem-vinda. ;*

      Responder

  • Thaís Oliveira
    Visitar blog
    29 . 10 . 2017

    Que lugar incrível! Com certeza estar perto da natureza assim deve recarregar as energias. Onde moro tem uma cachoeira muito bonita também, mas essa aí é de tirar o fôlego.
    Seu blog é lindo, parabéns! Muito Sucesso!!!

    Responder

    • Aninha
      Visitar blog
      16 . 11 . 2017

      Oi Thaís! Ah, sim, com certeza! Você se sente muito renovada com um passeio assim. ♥ Acho que qualquer contato com a natureza é renovador!

      Muito obrigada pelo elogio quando ao blog! Um beijo grande e sucesso para ti também! ;*

      Responder