Madly Luv - O mLuv é um blog pessoal no qual aborda vários assuntos como design, músicas, literatura, arte, televisão etc. Desenvolvido e mantido por Ana Flávia Cador.

Posts da tag "Desabafos"

Uma faxina na casa: 10 anos de Madly Luv
20

No primeiro dia deste mês de outubro o Madly Luv fez 10 aninhos, sendo o primeiro ano dele no antigo UOL zip.net, 9 anos neste mesmo domínio e há 8 anos utilizando WordPress. Neste espaço de tempo mais de 500 posts foram escritos, mais de 80 tutoriais foram publicados e quase 10 mil comentários foram […]

A dor dela é a dor de todas nós
15

Há alguns dias atrás, de manhãzinha, indo para o ponto de ônibus trabalhar, um rapaz passa de bicicleta no acostamento da rua olhando para mim sorrindo e balbuciando coisas que não entendi, mas eu sabia que era algo que eu não gostaria. Olhei feio para ele e respondi (quanto arrependimento!). Não deu nem um segundo […]

24 coisas que aprendi em 24 anos
27

Há 10 anos atrás eu me imaginava aos 24 de uma forma completamente diferente. Eu me via casada, com uma casa linda, sendo mãe, ter viajado para vários lugares (e alguns países) e trabalhando na profissão que escolhi para mim. Mas a realidade é completamente diferente. De tudo o que eu imaginei, somente o desejo […]

Vida de Freelancer: Tempos difíceis sempre acontecem
16

Este post é mais um desabafo, com cárater de auto-ajuda (rsrs) e reflexão do que um "manual" de como lidar com tempos difíceis quando se é um freelancer e trabalha sozinho. Nada como um relato de nossa própria experiência. Todos pensam que viver de design (ou de qualquer profissão da área criativa) é uma coisa […]

As consequências de controlar o incontrolável
41

Sim, eu realmente sumi, e sumi por muito tempo daqui… praticamente dois meses! Primeiramente, eu queria pedir desculpas pelo sumiço não avisado. Mas sabe quando você se sente saturado de tanta coisa que acontece na sua vida, e o que você mais queria era se enterrar debaixo das cobertas e fazer mais nada da sua […]

Novos ares
12

Depois que a faculdade voltou de greve o tempo começou a passar um piscar de olhos para mim. O que? Já estamos em dezembro? E o que me deixa mais desanimada é não ter umas férias dignas até eu me formar final do ano que vem (sim, já é ano que vem — oi? ). […]

Coração pede arrego
5

A sensibilidade extrema às vezes te mata. Juro, não estou brincando com isso. Às vezes eu queria ter a habilidade de ser indiferente com diversas coisas, complexas ou supérfluas, tanto faz. Admiro muito quem tem a habilidade de dizer "ah, esqueça" e realmente deixar de lado e não pensar mais nisso. Sério, como consegue? É […]

Super poder
6

Quando éramos criança sempre vinha alguém e nos perguntava qual super poder que queríamos ter. Eu logo pensava nos super heróis da Marvel, e sempre ficava na dúvida se eu queria ser invisível, ler pensamentos, voar ou voltar e avançar no tempo. Não venha me dizer que nunca pensou nisso também? Pois bem… mas com […]

Falar, ou se calar para sempre?
11

Eu sempre tenho a péssima sensação de que eu só faço merda em minha vida. Não, não estou brincando, é sério… Faço muita merda mesmo. Tenho o insano costume de esbofetear a cara de alguém — com palavras, claro, não sou tão doida assim, afinal — e depois me arrepender e ficar dias e dias […]

E viva o livre arbítrio, porém…
22

Sempre fui uma pessoa de ficar muito na minha, principalmente quando se trata de blogar. Tenho pouquíssimas amizades, porém gosto de conversar com todo mundo. Mas não sou de cutucar as pessoas, passar indiretas para alguém, e muito menos gerar polêmica. Acredito que é algo desnecessário esse tipo de atitude, pois todo mundo já sabe […]

Flores
22

Faz tempo que eu não me sentia assim. Livre. Não que eu tenha me sentido assim algum dia, mas é uma liberdade diferente, uma liberdade que vem de dentro para fora. Pensei que seria difícil voltar a dizer que tudo está realmente bem. Finalmente vejo flores ao meu redor. É uma liberdade própria, não compartilhada, […]

Complacência
11

É difícil ver que você machuca algumas pessoas que ama por algo que você acredita que não esteja errado. Você não se sente culpada absolutamente por nada que você fez ou pensa em fazer, já que seu coração diz que você não está cometendo nenhum crime, e é estranho quando a sua razão também concorda […]

123