Madly Luv - O mLuv é um blog pessoal no qual aborda vários assuntos como design, músicas, literatura, arte, televisão etc. Desenvolvido e mantido por Ana Flávia Cador.

Resenha: Cidade das Almas Perdidas

Leitura
Livro: Cidade das Almas Perdidas (Vol. 5)
Série: Os Instrumentos Mortais
Autor(a): Cassandra Clare
Editora: Galera Record
Páginas: 434
Classificacao:
Sinopse: Quando Jace e Clary voltam a se encontrar, Clary fica horrorizada ao descobrir que a magia do demônio Lilith ligou Jace ao perverso Sebastian, e que Jace tornou-se um servo do mal. A Clave decide destruir Sebastian, mas não há nenhuma maneira de matar um sem destruir o outro. Mas Clary e seus amigos irão tentar mesmo assim. Ela está disposta a fazer qualquer coisa para salvar Jace, mas ela pode ainda confiar nele? Ou ele está realmente perdido?

Esta resenha possui spoilers, porém, referentes aos livros passados, ok? Como sempre faço em minhas resenhas, nunca digo o final do livro e apenas comento sobre a minha experiência. Como todos já devem saber, sou apaixonada pela série Os Instrumentos Mortais quase tanto quanto sou apaixonada por Harry Potter. Entretanto, de todos os livros da série que eu já li, Cidade das Almas Perdidas é, de longe, o mais intenso!

Nos volumes passados, Clary vai descobrindo aos poucos sobre o misterioso passado de sua mãe, seu pai — o famoso vilão Valetim — e o seu recente descoberto verdadeiro irmão de sangue, Jonathan Cristopher, mais conhecido por todos como Sebastian, que fora escondido pelo seu pai durante anos. Agora, o filho de Valentim quer dar continuidade aos planos de seu pai, porém, de forma muito mais perversa e demoníaca.

Com sangue de demônio correndo pelas suas veias (culpa de seu pai, que o fazia beber sangue de demônio desde seu nascimento), Sebastian se considera filho de Lilith, mãe de todos os demônios e quer trazer uma nova era de Caçadores de Sombras. Para garantir o seu sucesso, Sebastian realiza um pacto que une a alma de Jace com a dele. Se um morre o outro morrerá. Um sente o que o outro sente.

Ao descobrir isso, Clary arrisca sua vida ao aceitar ficar ao lado de Jace quando ele a procura depois de duas semanas desaparecido. Apesar do desespero de ver seu namorado virando uma espécie de marionete de Sebastian, Clary percebe que ainda há esperança e finge que está aceitando a ficar do lado deles. Enquanto isso, Simon e os amigos mais próximos correm atrás de um tipo de arma ou feitiço que possa quebrar o pacto espiritual entre Jace e Sebastian, podendo até infringir as leis da Clave e dos Céus.

Quando eu disse anteriormente sobre o quão o livro é intenso, digo que é no quesito de emoção. Apesar de ter algumas cenas de ação, Cassandra Clare aposta nos sentimentos mais profundos: medo, agonia, felicidade, ódio e amor. Tudo descrito de uma forma tão intensa e com uma riqueza de detalhes que me fez com que eu me sentisse ali, ao lado dos personagens, testemunhando tudo. Como todos os volumes da saga, Cassandra Clare conseguiu me fazer perder o sono. Quando eu finalmente parava de ler já eram quase 3h da madrugada e, ao acordar, retomava a leitura, pois eu estava totalmente presa ao livro!

Apesar de gostar de um bom romance, eu me perguntava se precisaria de tantas cenas românticas e quentes entre todos os casais da saga. Isso não é uma coisa típica de Cassandra Clare. Mas acredito que entendo o por quê disso. Quando você acredita que o mundo está prestes acabar, nunca se sabe o que pode acontecer amanhã. Não digo no sentido de aproveitar a vida, mas em situações como estas as pessoas se unem, os laços se estreitam para unir forças… Tudo fica mais intenso, desesperador e as emoções ficam à flor da pele. Talvez seja esse o motivo da autora ter focado também nas relações amorosas, principalmente de Clary e Jace. Senti que Cassandra Clare quis mostrar que o amor é fundamental para se ter um coração, do contrário é pura cinzas.

Como eu já tinha comentado em outras resenhas, eu adoro relatos paralelos e pontos de vista de diferentes personagens de uma mesma história. Mas o diferencial da autora é que ela termina a narrativa de um personagem bem na hora mais emocionante e parte para a narrativa de outro em outra cena, em outra situação. De acordo com o que eu lia, essas quebras na narrativa só fazia eu ficar mais vidrada!

Em minha resenha do volume 4 da saga, comentei que me passou a impressão que estava lendo uma nova série. Neste 5º volume como sendo uma continuação, o interpretei como um livro de transição. O epílogo se fecha de modo incrível! Cheio de perguntas e polêmicas são mostradas que somente serão reveladas no próximo livro, em Cidade do Fogo Celeste.

Nem preciso dizer que já estou morrendo de ansiedade? Ok.

Veja também...

Resenha: Eragon, Ciclo da Herança
Resenha: Maze Runner, Prova de Fogo
Resenha: Maze Runner, Correr ou Morrer
¬¬ zZz x_x o_O ^^ T_T ;D :x :S :P ::teary:: ::sweat:: ::stress:: ::rolleyes:: ::love:: ::cool:: ::blush:: ::attention:: ::angry:: :) :( ._. *o* *O_O


8 Comentário(s)

(8 pelo blog e pelo facebook)
  • Diogo L.
    Visitar blog
    25 . 01 . 2014

    Meu Deus *o* Juro que estava tentando lembrar essa série de livros a muito tempo, fiquei curioso pelos sentimentos profundos dela, Eu também não resisto um romance ♥ a maioria dos meus livros preferidos são desse gênero. Adorei mesmo a resenha, achei magnifica.
    Beijos!!!

    Responder

  • Keyko
    Visitar blog
    25 . 01 . 2014

    Essa série é ma daquelas que eu sempre olho na livraria mas nunca pego, sempre acontece alguma coisa. Eu não sou muito chegada a esses "romances sobrenaturais" (o último que eu li foi a série A Maldição do Tigre porque eu ganhei de aniversário…), mas essa me parece interessante. Um que eu li e recomendo é "Tempest" da autora Julie Cross. Acabou de sair o segundo volume e a história é muito boa!

    Responder

    • Aninha
      Visitar blog
      25 . 01 . 2014

      @Keyko, antes de eu conhecer ela a alguns anos atrás, eu vi o livro e nem dava muita moral. Só depois de me deparar com algumas resenhas que pude dar uma chance ao livro, e olha…. não me arrependo. Se você gosta de aventura, perigo e suspense, esta série é ótima! :D Se te interessar, comece a ler por Cidade dos Ossos, que é o 1º vol da série ˆˆ

      Beijos!

      Responder

  • Juliana
    Visitar blog
    24 . 01 . 2014

    Muita boa a resenha! Essa série deve ser excelente! Confesso que estou a fim de dar um tempo em séries e ler livros mais curtos esse ano. Estou terminando a série Millenium e os livros são muito grandes, e também a biografia de Clarice Lispector, então venho de livros extensos que demorei séculos pra terminar. Vou tentar ler livros mais leves e pequenos e depois retomo as séries. Essa vai pra listar. Adorei mesmo :)
    Lindas fotos!!! ^^

    Beijos!

    Responder

    • Aninha
      Visitar blog
      25 . 01 . 2014

      @Juliana, na verdade este livro é o 5º vol de uma série, hehe. Mas olha, vale a pena o esforço de acompanha-la. É alucinante! Tem bastante ação e a autora explora muito bem as emoções. Gosto bastante da narrativa dela ;D

      Beijocas!

      Responder

  • Lucas Maia
    Visitar blog
    23 . 01 . 2014

    Que livro foi esse! Quase choro em uma certa conversa com um anjo ai. Sem contar que com a Cassandra você não sossega nunca, porque quando alivia de uma lado, pega do outro. Mas mesmo assim quero dar uma abração nela e um puxão de orelhas, por ela escrever assim. Tão viciante! hshas'

    Não vejo a hora de ler o próximo e ver como vai terminar essa história toda. Eu vou postar esse semana também a minha resenha, só falta preparar as fotos. Mas tá assim, como a sua, com spoilers dos anteriores – pensando em tirar, mas como falar bem dele sem elas?!

    Beijão! =}

    Responder

    • Aninha
      Visitar blog
      25 . 01 . 2014

      @Lucas Maia, de fato. Com Cassandra Clare você jamais sossega até terminar a leitura! Quando você publicar a sua resenha, me avisa que quero lê-la! :D

      Beijos ;*

      Responder