Madly Luv - O mLuv é um blog pessoal no qual aborda vários assuntos como design, músicas, literatura, arte, televisão etc. Desenvolvido e mantido por Ana Flávia Cador.

Resenha: A Culpa é das Estrelas

Leitura
Livro: A Culpa é das Estrelas
Autor(a): John Green
Editora: Intrínseca
Páginas: 283
Classificacao:
Sinopse: A culpa é das estrelas narra o romance de dois adolescentes que se conhecem (e se apaixonam) em um Grupo de Apoio para Crianças com Câncer: Hazel, uma jovem de dezesseis anos que sobrevive graças a uma droga revolucionária que detém a metástase em seus pulmões, e Augustus Waters, de dezessete, ex-jogador de basquete que perdeu a perna para o osteosarcoma. Como Hazel, Gus é inteligente, tem ótimo senso de humor e gosta de brincar com os clichês do mundo do câncer – a principal arma dos dois para enfrentar a doença que lentamente drena a vida das pessoas.

Eu estava no pior lugar para se terminar um livro assim. A minha curiosidade em como acabaria esta história me foi tão grande, que eu não me importei se eu estava chorando dentro do ônibus. Realmente nada importava naquela hora pois estava em um momento só meu. Se você gosta de livros, irá entender essa sensação. Nada no mundo importa durante um certo período de tempo até você digerir o final de um romance incrível.

Confesso que ainda estou atônita. Sabe aquele final que você já esperava, só que, afinal, não foi nada a ver com o que você imaginava? Minha culpa. Me neguei a ler qualquer resenha deste livro pois queria primeiro ter a minha reação. E fui surpreendida com um soco na cara.

Hazel é uma garota em estado terminal, que só sobrevive através de uma droga que impede o desenvolvimento do câncer de seus pulmões. Mas ela sabe que possui os seus dias contados, e uma das coisas que mais a aflinge nem é a questão da doença, ou de sua morte, mas sim do sofrimento das pessoas que estão à sua volta que ela irá atingir. Mas, de repente, ela se depara com Augustus e suas metáforas. Metáforas que, com a ajuda de Shakespeare e de um champagne com gosto de estrelas no céu da boca, deu jus ao título incrível do livro.

Mas a dor precisa ser sentida. Sem a dor, como poderíamos sentir o prazer?

Alguns infinitos são maiores que outros. Não se trata de amor adolescente. Pelo amor de Deus, falando assim até parece que é piada. Não, o livro não é um mero romance. Trata-se de filosofia e realidade. Uma sensibilidade que acredito que não são todos que conseguiram entender, pois, sim, já me falaram sobre o quão é superficial este livro. Não tiro a razão de quem possui esta visão, mas eu pude ver uma sensibilidade singular de John Green diante de um assunto tão delicado e fatal.

Espero que o filme seja tão bom quanto o livro. Não espero nada de fidelidade, como já disse várias vezes. Esperar que uma adaptação seja fiel é pedir para se decepcionar (o que acontece muito). Então, apenas deposito minhas esperanças que seja um filme bom, que transmita a mesma essência filosófica, brutal, realista e romântica da obra de John Green.

Não contarei nada da história para você, e a sinopse não diz nem 5% do que acontece. Sugiro que leia. Mas que leia com todo o seu coração. E depois venha me contar — ou me conta sua opinião se já o leu.

A Culpa é das Estrelas não deve ser descrito em uma resenha, mas sim, sentido. O.k.? O.k.

Veja também...

Resenha: Eragon, Ciclo da Herança
Resenha: Maze Runner, Prova de Fogo
Resenha: Maze Runner, Correr ou Morrer
¬¬ zZz x_x o_O ^^ T_T ;D :x :S :P ::teary:: ::sweat:: ::stress:: ::rolleyes:: ::love:: ::cool:: ::blush:: ::attention:: ::angry:: :) :( ._. *o* *O_O


29 Comentário(s)

(29 pelo blog e pelo facebook)
  • Nathalia
    23 . 06 . 2014

    Ótima resenha! Não teria palavras melhor para descrever esse livro.
    Apesar de não ter chorado tanto com o livro ou o filme, ainda assim senti o quão incrível é esta história. <3 O.K.

    Responder

  • Mayara Regina
    Visitar blog
    08 . 02 . 2014

    Foi por isso que esse livro me encantou, porque ele não é aquele romance piegas que vemos em outros livros. Eu quase não li achando que se tratava de mais um… Mas ele é muito mais que um romance, ou não é romance, ele é uma lição de vida!

    Bjos
    http://mdesarrumado.blogspot.com.br/

    Responder

  • Karol
    Visitar blog
    06 . 02 . 2014

    Ana, não poderia imaginar uma resenha diferente vinda de você! *-* As impressões que tive de A Culpa é das Estrelas foram quase as mesmas que as suas! Também não vejo esse livro como um romance adolescente… A Hazel e o Gus lidam com o câncer da maneira que podem e não deixam de viver por causa disso. A cada página lida, nos sentimos próximos deles e me emocionei muito por eles serem tão jovens e terem que lidar com uma doença tão letal. Ainda estou preparando a minha resenha para ele, é um livro lindo que merece um lugar especial. Mal posso esperar pelo filme! Estou contando os minutos!! :)
    Beijo!

    Responder

    • Aninha
      Visitar blog
      07 . 02 . 2014

      @Karol, quando falamos em romance parece que estamos tirando uma da cara de John Green né. É muito mais do que isso. Me apaixonei perdidamente por este livro *-*
      Assim que sair sua resenha me fale! Estou ansiosa para ler :D

      Beijocas!

      Responder

  • Fernanda Curvellano
    Visitar blog
    05 . 02 . 2014

    Até agora eu só li dois livros do John Green: Esse e "Quem é você, Alasca?", e é exatamente isso que eu encontrei de comum neles! Não são meros romances adolescentes, é muito mais.. É sobre a vida, o ser humano. Acho a sensibilidade dele incrível! Adorei sua resenha e to mt feliz que vc voltou a atualizar os extras hehe Beijos

    Responder

    • Aninha
      Visitar blog
      07 . 02 . 2014

      John Green conseguiu colocar aquela pitada de filosofia em suas obras, não é @Fernanda? Estou para ler "Quem é você, Alasca?" pois ele também é super recomendado, e por ser de John Green, eu tenho certeza que é ótimo! *-*

      Beijo grande!

      Responder

  • Filipe Machado
    Visitar blog
    04 . 02 . 2014

    Apostei no livro, apesar de não ser tão fã de romances e tal (sempre os achei-os um pouco melosos para mim), e confesso que dessa vez meus olhos ficaram molhados. É um romance totalmente fora do padrão, que consegue nos fazer chorar e rir quase ao mesmo tempo. Adorei o senso de humor dos personagens, principalmente. Recomendo muito esse livro, não porque vai virar filme, nem porque está bem popular, mas porque ele é bem especial. 5 estrelas mesmo.

    Responder

    • Aninha
      Visitar blog
      07 . 02 . 2014

      @Filipe, justamente por ser fora do padrão que me deixou tão impressionada. O recomendo também por ser realmente uma obra a se prestigiar! Ele ter se tornado modinha foi apenas uma conseqüência da genialidade e sensibilidade de John Green :D

      Responder