Madly Luv - O mLuv é um blog pessoal no qual aborda vários assuntos como design, músicas, literatura, arte, televisão etc. Desenvolvido e mantido por Ana Flávia Cador.

Então, não vou desistir

Pessoalidades

Eu não consigo me ver na frente de um computador, exercendo uma profissão da qual eu poderia me formar em Sistemas de Informação. Não me chama nem um pouco a atenção e não me interessa o que isso faz. Juro que tentei ver algo de bom nisso, mas nada. Se bem o que o "ganha dindim" é grande e, mesmo assim, não me chamou atenção o suficiente.

Apesar de ouvir meu pai dizendo que "ganharei meio salário", eu não quero desistir do meu sonho. O que seria de nós se desistíssemos de nossos sonhos? Eu me imagino sendo uma designer, sempre imaginei! Não vou fazer algo que não me interessa; não mesmo. Pense em alguém que adora fazer cálculos de matemática, mas precisa fazer um exercício de sociologia, ou vice-versa. É torturante! Esta é a única maneira que eu me via fazendo o curso ao qual eu teria que fazer: uma tortura. Se fosse uma tortura com amor, eu iria e nem pensaria duas vezes antes de escolher meu curso. Alias, tortura com amor não é definitivamente tortura, mas sim uma batalha. Batalha tem desejo de vencer e defender ideais, e tortura só faz a gente acabar logo com tudo para nunca mais voltar, sem olhar para trás.

Farei o que quero e sem mais delongas. Pelo menos uma vez na vida, deixarei de escutar meu pai, pelo menos quando se trata de um futuro profissional, e não vou me conformar em fazer um curso que não quero só porque eu tive que ouvi-lo. Sei que posso e serei uma ótima profissional, sendo assim, qualquer área pode ser o palco do sucesso e ganharei quinze vezes mais do que "meio salário".

A vaga de Artes Visuais (de Design Gráfico) UFG está me esperendo. Deve ser por isso que nas vezes que prestei vestibular eu não passei.

…Então, não vou desistir
Não,não vou sucumbir
Antes que a gente se dê conta, a vida dá volta
Eu serei forte, mesmo se tudo der errado
Quando eu estiver no escuro
Ainda vou acreditar…

Veja também...

Uma faxina na casa: 10 anos de Madly Luv
Não nasci para ser "blogueira"
Realizações de 2016 e pedidos para 2017
¬¬ zZz x_x o_O ^^ T_T ;D :x :S :P ::teary:: ::sweat:: ::stress:: ::rolleyes:: ::love:: ::cool:: ::blush:: ::attention:: ::angry:: :) :( ._. *o* *O_O


23 Comentário(s)

(23 pelo blog e pelo facebook)
  • Rodrigo
    Visitar blog
    09 . 09 . 2009

    Olha, fazer uma faculdade como sistemas de informação não vai lhe garantir um "salário inteiro", ainda mais se você não gosta da area. Na pior da hipoteses você pode se garantir com uma renda secundaria, por exemplo tem muita gente que vive dos seus blogs, eu invisto no mercado financeiro para garantir minha liberadade de trabalhar no que eu quero, é só questão de correr atraz que você consegue.

    Responder

  • Hanna
    Visitar blog
    31 . 08 . 2009

    Concordo com você. Quando se tem talento e vontade, não custa nada tentar.

    Eu serei médica. A idéia surgiu da minha mãe, e eu sempre aceitei, mas nunca por sentir vontade mesmo.
    Mas então acontecem coisas na minha vida, e eu vejo que sim, eu quero ser médica. Eu quero fazer diferença, eu quero ajudar as pessoas, eu quero mudar o mundo fazendo a minha parte.
    Por isso eu REALMENTE serei médica. rs

    Espero que o que você quer ser seja o certo. :)

    beijos

    Responder

  • Ana Cristina
    Visitar blog
    30 . 08 . 2009

    Concordo com você devemos seguir o nossos sonhos. :@ Sempre pensei em ser arquiteta, meu pai sempre me apoiou e minha mãe também. Mas sempre pensei na questão do dinheiro (paranoica O~o ) ainda mais se eu for viver aqui em Brasília. Mas depois de ler o seu texto senti a força do que eu sempre desejei tomar conta e acho que eu serei muito feliz se escolher o que eu quero fazer na faculdade porque gosto e não pela grana que vai dar.
    Passando para conferir as novidades e pedir desculpas pelo sumiço! Já atualizei o blog. Quando quiser passa lá para conferi. ;P

    Responder


1345