Madly Luv - O mLuv é um blog pessoal no qual aborda vários assuntos como design, músicas, literatura, arte, televisão etc. Desenvolvido e mantido por Ana Flávia Cador.

É preciso saber viver

Pessoalidades

Ultimamente anda acontecendo alguns atritos. Fico mais na frente de um computador do que de um livro. É fato! Meu pai ontem estourou comigo e falou umas verdades para mim que, mesmo eu ter chorado muito com isso, são verdades: este blog virou um vício e minha dedicação para com ele é absurda, e que eu deveria ter esta dedicação em outras coisas mais importantes ou em outras distrações.

Não estou vivendo, não estou tendo tempo para pensar. Ontem fiz o teste de não entrar nem no "míni-escritório" para não cair na tentação de ver o computador e ligá-lo. Deu certo. Passei a manhã estudando, tomei banho e fiz todas as minhas coisas tranquilamente. E quando voltei do cursinho fiz outras coisas quando eu geralmente ficaria no computador, e além disso fiquei com os meus pais. Apesar da imensa vontade quase me consumir toda vez que eu olhava para o computador, eu não liguei!

É preciso saber viver, e creio que não estou fazendo isso de maneira correta. Não vou deixar o meu blog, jamais! Só não vou atualizá-lo com tanta frequência e os comentários.. bem, a maioria dos comentários que serão respondidos só serão das amigas (e amigos) que estão no meu coração. Eu sempre gosto de responder (quase) todo mundo, mas não dá para fazer mais isso. Só responderei aqueles que gosto de ler os posts e que são meus amigos. Mas pelo amor de Deus!, não pense que se eu não responder é porque não gosto de você ou qualquer outra coisa. Gosto de todos os meus visitantes que comentam aqui, porém é uma questão de não ter tempo. Sim, tem blogs que são prioridades para mim, pois são das pessoas que gosto. E para falar a verdade creio que nem essas vou responder toda vez T_T Peço para que não cobre de mim algo que não posso prometer, ok?

Bom, o recado foi dado. Só espero que entenda. Agora, vou tentar viver…

Se todos se importassem e ninguém chorasse
Se todos amassem, e ninguém mentisse
Se todos compartilhassem e engolissem seu orgulho
Nós veríamos o dia que ninguém morreria

Acho que quem realmente entende vai saber tirar algum
proveito desta música em relação a este post

Veja também...

Não nasci para ser "blogueira"
Realizações de 2016 e pedidos para 2017
Projeto Mete a Colher: Sororidade na palma da mão

0 Comentário(s)

(0 pelo blog e pelo facebook)