Madly Luv - O mLuv é um blog pessoal no qual aborda vários assuntos como design, músicas, literatura, arte, televisão etc. Desenvolvido e mantido por Ana Flávia Cador.

A importância do prototipo de um site ou blog

Achados na Interweb

Já vi muita gente — inclusive eu — sofrer muito na hora de fazer o código de algum layout. Se você trabalha com HTML sabe o que estou dizendo, principalmente se você desenvolve temas para tumblr, wordpress, cutenews, blogpost, dentre outras plataformas de blogs que possui tags de post e/ou linguagem PHP. Antes de eu entrar no estágio, logo depois de fazer um layout eu partia direto para o tema WordPress, e sempre — SEMPRE mesmo! — dava algum problema nos códigos quando eu testava em meu blog. Te garanto que isso já aconteceu contigo, não é verdade? Pois bem, aqui vai minha dica: crie sempre um protótipo antes de fazer qualquer coisa em um tema.

    protótipo (pro-tó-ti-po)
    s. m.
    Primeiro exemplar, primeiro modelo, original.
    Fig. O exemplar mais exato, mais perfeito.
    fonte: dicionariodoaurelio.com

Aprendi na faculdade — e o estágio só reforçou mais ainda — que há várias etapas a serem feitas no processo da realização de um design de interface (realização de briefing, seguir uma metodologia de projeto, etc). Eu fazia as coisas da forma mais difícil e nem sabia! Então, depois de virar estagiária aprendi a importância de um protótipo. Quando um colega meu de trabalho falou o termo "protótipo de um site" eu fiquei boiando, imaginando mil e umas coisas que não tinham nada a ver. Foi me explicado então que o protótipo era a parte mais importante de um site/blog. Era o desenvolvimento apenas do HTML e CSS, sem programação alguma. Mas afinal, para que serve um protótipo de um site/blog e por que é tão importante?

Para que serve?

A criação de um protótipo é o mesmo que uma criação de uma página estática em html simples. Sem tags de post, sem programação, absolutamente nada que o deixa dinâmico! É um HTML puro com uma folha de estilo (CSS) acompanhando, juntamente com alguns scripts de função (tipo jQuery, mootools, etc) e metatags. Parece bobo, mas faz uma diferença tão grande num projeto… a dor de cabeça é diminuída ou poupada completamente — isso se, na hora da prototipação você já fica pensando qual código poderia entrar ali para ser dinâmico na hora em que seu site/blog estiver no ar. Sempre é bom estar um passo à frente. […]

Por que é importante?

Na hora de fazer a "programação" ou a inserção das tags de post, o tempo que você gastaria quebrando cabeça junto com a criação do HTML é bem menor, porque depois de todo o HTML pronto é só partir para colocar o código correspondente à plataforma do site/blog (tumblr, wordpress, blogpost, etc). Uma programação de semanas pode ser convertida em dias quando já possui um protótipo, que ele sozinho já pode levar semanas — então, economiza mais tempo. ;D E, consequentemente, o projeto fica mais caro. É claro; o que antes se fazia tudo de uma vez e com chance de ter bugs, agora é dividido em duas etapas, e as chances do projeto funcionar da maneira esperada e atingir as expectativas é bem maior.

Relação entre designer e cliente

A apresentação de um protótipo a um cliente é bem mais viável do que um projeto já pronto, programado e pronto para ser entregue. Imagina fazer a programação tudo de novo se o cliente não gostou do que você fez? É melhor editar um HTML simples do que quebrar a cabeça, ao invés de pensar novamente qual código você terá que substituir e alterar o HTML junto sem ferrar com as outras partes já feitas. Por isso, a programação só pode ser feita depois de um protótipo aprovado.

Dica importantíssima!

É por isso que é sempre bom prototipar tudo! Desde a paginação, itens de menu, textos e links da barra lateral, até exemplo de artigos com imagens e vídeos e área de comentários. Você precisa prever tudo o que poderá ser feito no site/blog. Esse é o melhor caminho para ver como ele ficará em pleno vapor. Assim, a réplica será perfeita e terá muito mais chances de adorar o resultado final. Além do mas, é uma dica perfeita para quem quer deixar de usar temas bases de uma maneira mais fácil, divertida e criativa! ::cool::

Veja também...

Um desapego que vale a pena
Inspiração: Layouts responsivos
Masonry, seu site com cara de Pinterest
¬¬ zZz x_x o_O ^^ T_T ;D :x :S :P ::teary:: ::sweat:: ::stress:: ::rolleyes:: ::love:: ::cool:: ::blush:: ::attention:: ::angry:: :) :( ._. *o* *O_O


12 Comentário(s)

(12 pelo blog e pelo facebook)
  • Loma
    Visitar blog
    22 . 06 . 2014

    Acabei de ver que o post é antigo, mas achei de uma utilidade pública! Não sou designer, mas já me ferrei muito nessa de criar tema pra mim e ir direto pro wordpress e ficar tudo errado. Tanto que hoje eu só compro tema! HAHAHAHA – adorei <3

    Responder

    • Aninha
      Visitar blog
      22 . 06 . 2014

      É por isso que, quando eu postei ele lá no FB hoje @Loma coloquei a hashtag #OldButGoldML rsrsrs um post assim precisa ser lembrado e jamais sairá de moda! ;D
      E se você sabe html Loma (e "layoutar") tente fazer esta experiência! Será ótimo *-*

      Responder

  • Carla Vieira
    Visitar blog
    22 . 06 . 2014

    Nossa adorei esse post… sempre sofri tanto usando temas base *—-*

    Responder

  • Vinícius
    Visitar blog
    26 . 01 . 2012

    Realmente com a prototipação você acaba se dedicando mais em cada etapa do desenvolvimento e garante uma melhor satisfação do cliente e facilita muito a vida.
    Outra coisa que ajuda além dos protótipos e de rascunhos é a criação de bases de CSS e de sites e templates com as principais divs e tags como por exemplo o header, footer, sidebar e content que são usadas quase sempre e então mudando a posição e o css conforme o protótipo.

    Responder

  • Talita Korb
    Visitar blog
    26 . 01 . 2012

    Sempre ouvi falar em protótipo mas nunca soube o que era. Por isso que sempre algo dava errado com meus themes WP e eu me revoltava! hahahahaha. Bons tempos aqueles. Hoje nem mexo mais… mas gostei das dicas! São super úteis pra quem faz isso por hobbie ou profissão =D

    Beijo ;*

    Responder

  • Dayane Cristina
    Visitar blog
    25 . 01 . 2012

    Oi Ana (: eu gostei da matéria, tem coisas ai que eu não sabia. Bom e eu mandei um email para ser colaboradora, não sei se chegou mais qui eu mandei, mandei. haha. Beijos

    Responder