Madly Luv - O mLuv é um blog pessoal no qual aborda vários assuntos como design, músicas, literatura, arte, televisão etc. Desenvolvido e mantido por Ana Flávia Cador.

6 on 6: The Burning House

Fotografia

O tema Burning House era um dos temas mais difíceis que eu imaginava que seria quando chegasse a hora de eu faze-lo para o 6 on 6. Depois que o Lucas deu uma luz para nós nos mostrado outros grupos com este mesmo tema, fiquei analisando como eles conseguiram lidar com este projeto. Logo me veio a seguinte ideia: se a casa estivesse começando a pegar fogo, então eu deveria ser rápida. No momento de desespero você realmente não pensa em muitas coisas, apenas na sua sobrevivência e no que você pode pegar o mais rápido possível!

1. Meu cães, meu bebês, minha razão de viver.

Partindo pelo pressuposto que meus pais estão salvos e há somente eu na casa, eu precisaria focar nas coisas que mais amo. E, antes de pensar em qualquer coisa material, eu salvaria todas as minhas pimpolhas. Só tirei foto de uma para representar as outras 3 que tenho em casa, já que é raríssimo eu conseguir tirar fotos de todas elas juntinhas e quietinhas, hehe. Eu não suportaria a ideia de não ter conseguido salva-las! Eu sei que eu e meus pais faríamos de tudo para que elas fossem salvas.

2. Documentos, cartões e dinheiro.

Perder todos os documentos é algo muito sério, gasta dinheiro e haja burocracia (e tempo) para ter novos documentos. Eu pegaria os mais importante, como RG e CPF. Para não viver na sarjeta, eu levaria cartões de crédito para precisar ficar em algum lugar e comprar suprimentos; levaria o meu cartão do plano de saúde porque né… ninguém é de ferro por toda a vida, rs; e também eu levaria todo o dinheiro que eu teria na carteira, ou seja, só 5 reais, haha #pobreza.

3. Roupas.

Eu pegaria algumas roupas. E se a gente precisar ficar na rua da amargura sem ter o que vestir no frio? Eu tentaria não ficar apenas com a roupa do meu corpo. Levaria meu moletom preferido e uma calça. Não é a melhor roupa de frio do mundo, mas para o friozinho de Goiânia isso já esquenta pacas.

4. Comida.

Comida é vida. Como eu poderia esquecer? Eu levaria a primeira coisa que achar no armário. Não interessaria se fosse bolacha, pão, barrinha de cereal ou milho enlatado. Desespero é desespero, e qualquer coisa seria lucro.

5. Computador, celular e tablet.

Depois das coisas básicas e dos bebês caninos serem resgatados, viria as coisas um pouco mais superficiais para um desespero e sede de sobrevivência. Se eu ainda tivesse tempo para salvar algo, eu levaria meu computador com o HD para eu não viver numa pindaíba. Eu poderia trabalhar mesmo não tendo teto, rs. O celular acho que ele estaria em meu bolso já desde o começo.

Eu levaria o iPad por causa dos livros. Meu quarto é um ovo: tenho mais 200 livros (físicos) lá e nenhum deles estão à minha vista rápida porque não tenho prateleiras, muito menos uma estante para eles. Guardo-os embaladinhos em insulfim dentro de gavetas e em caixas para não pegar poeira (ainda reino por uma estante de livros só minha). Mas eu preciso ser realista! Eu não iria me lembrar de leva-los se eu não os visse logo. Na hora de eu tirar as fotos eu fiquei pensando em fotografar meus livros preferidos, mas eu precisei lembrar que esta seria uma situação de desespero. E em situações assim só pegamos as coisas mais fáceis e mais leves que vemos à nossa frente. Daí eu pensaria no iPad, já que tenho dezenas de ePubs nele, então eu salvaria pelo menos uma parte de meu acervo em seu formato digital porque seria mais leve.

Entretanto, não posso negar o quanto iria me doer depois que a adrenalina acabasse e não ter conseguido salvar pelo menos alguns livros. ::stress::

6. Câmera fotográfica e os seus acessórios.

E, por ultimo, eu acho que tentaria salvar minha câmera (que estou usando no momento da foto, haha) e os seus apetrechos. Sei que seria difícil e talvez não daria tempo. Neste momento talvez a casa já estaria toda em chamas! Mas acho que eu iria sofrer muito se eu não tivesse conseguido salvar a minha câmera, que sempre fica pertinho de mim ao lado da cama e seus acessórios na mochilinha.

Vamos ver agora o que o Luquinhas, a Angélica, a Lena, a Karol e a Renatinha salvariam se estivessem também nesta situação?

Mas e você? O que você salvaria?

Veja também...

Como edito minhas fotos para o blog
Tudo sobre minha Nikon D3200 e dicas de lentes
Ache Momo, o livro mais fofo da face da Terra

12 Comentário(s)

(12 pelo blog e pelo facebook)
  • Veramar Martins
    22 . 06 . 2014

    Que difícil, mas eu seguiria sua primeira opção, salvaria meus filhos antes de tudo, meus 3 gatinhos, não suportaria perde-los (lágrima formando) rs. Depois correria para a câmera, o notebook e kindle (não daria tempo para os livros físicos) e por fim correria para a sala para salvar o xbox do meu marido *parece estranho, mas esse aparelho tem uma história muito importante para nós. :)))

    Responder

    • Aninha
      Visitar blog
      22 . 06 . 2014

      Há coisa materiais que não valem por dinheiro algum, né @Vera! Não acho isso estranho. Na verdade, super normal! Principalmente quando envolve você e seu amor, hehe <3
      Beijinhos! ;*

      Responder