MadlyLuv.com
11 de April de 2015

As consequências de controlar o incontrolável

Por Aninha, falando sobre Pessoalidades e Reflexões.

Sim, eu realmente sumi, e sumi por muito tempo daqui… praticamente dois meses! Primeiramente, eu queria pedir desculpas pelo sumiço não avisado. Mas sabe quando você se sente saturado de tanta coisa que acontece na sua vida, e o que você mais queria era se enterrar debaixo das cobertas e fazer mais nada da sua vida? Foi mais ou menos o que aconteceu comigo, hehe. Muitas coisas aconteceram em efeito dominó, que me fez tomar a decisão de me afastar daqui um pouco e cuidar mais de mim.

Quando aprendi a gostar de mim

Foto: ` ppimm `

Mas por que isso Ana? Muitas coisas aconteceram na minha vida que me deixaram a um nível de estresse muito grande. Não sei se você sabe, mas sou uma pessoa muito ansiosa — consequentemente, muitas vezes sofro por antecipação. Inicialmente foi por causa do trabalho, do qual eu tive que largar todos os meus freelas normais para trabalhar num projeto do meu emprego que eu trouxe para casa. E, devido ao prazo muito curto, por eu mesma me exigir demais, ser muito nervosa e, ainda por cima, vendo tudo o que eu estava deixando de fazer várias coisas que eu queria fazer e estava preocupada, acabei ficando doente. Minha mãe diz que é bobeira da minha parte, que foi apenas coincidência, que estamos na época mesmo de pegar uma gripe. Mas gente, uma gripe misturada com dores de estômago e sintomas de febre acima de 38,5°, dores nas juntas e reinando no trono do banheiro milhares de vezes ao dia, só pode ser o corpo pedindo arrego. Ou eu sou uma pessoa muito, mas muito azarada por pegar mais de uma doença ao mesmo tempo.

E não, eu não fui ao médico; pode me bater, porém, sobrevivi, haha. Depois de um dia inteiro achando que eu ia ver à luz e uma madrugada meio alucinógena devido às dores do corpo, acordei no dia seguinte "bem", mas eu achei melhor não ir trabalhar. E, graças a Deus, fui melhorando aos pouquinhos no decorrer dos dias. E ainda não sei o que eu tive (e acho que nunca saberei). No meio deste tempo, diante de tanto trabalho e dos problemas de saúde, eu estava com uma preocupação muito grande na minha cabeça que estava se agravando desde janeiro. Uma decisão que eu acreditava que precisava ser tomada rapidamente (maldita ansiedade).

Sabe aquela decisão que você sabe que vai mudar todo o rumo de sua vida? Uma decisão que envolve família, uma nova vida a dois e tentar uma vida fora do país — que me gerava várias dúvidas e medo pelo o que poderia acontecer se alguém fosse para lá. E isso estava me deixando louca, corroendo meu estômago, me deixando nervosa com coisas mínimas e corriqueiras da vida, a ponto de brigar por coisas ridículas.

Acredito que esta "decisão a ser tomada" também foi um fator para o agravamento de meu estado de saúde e, consequentemente, tomar decisões precipitadas. Meu relacionamento de 4 anos quase chegou ao fim por minhas preocupações e paranóias — e quase perdi a pessoa que mais amo por causa de problemas meus que eu não sabia como lidar. Eu não estava pensando em mim, no que eu tenho agora e no que eu poderia fazer neste momento ao lado e por quem amo. Eu estava pensando em todas as coisas que poderiam ou não acontecer no futuro! Eu pensava em possibilidades e impossibilidades, cálculos de coisas incalculáveis. Pensava sempre no pior, já sofrendo em uma situação que provavelmente nunca acontecerá.

Foi necessário de um solavanco na minha vida para eu entender que não há como controlar o incontrolável, todo e qualquer movimento de uma vida futura. Eu precisei sofrer para entender que não posso tomar uma decisão que nem deve ser para agora, que talvez nem deva ser tomada, mas sim simplesmente acontecer. Somente o tempo e Deus devem dizer isso para mim, e eu precisava acalmar o meu coração. Eu precisava aprender a deixar as coisas acontecerem. Nem tudo na vida precisa ser decidido, pois será o percurso que dirá.

Depois de tudo isso, eu decidi cuidar mais de mim. Me distanciei do blog porque eu escolhi não postar. O que antes, no primeiro mês, foi por falta tempo, no segundo foi por opção. Eu decidi não postar nada porque eu ainda não me sentia preparada para isso, porque eu primeiro eu precisava voltar a ficar segura de mim. E foi isso o que eu fiz. Gastei o meu tempo livre que eu poderia ter postado no Madly Luv para me dedicar ao meu bem estar. Investi num tempo só para mim. Fiz o que mais tem me feito bem ultimamente. Dormi um pouco mais, diminuí o fluxo de trabalho, não me permitia preocupar com coisas além do normal (essa foi a parte mais difícil) e fiquei um pouco mais ao lado de quem amo, da minha família, das minhas babês caninas — que no meio deste tumulto da minha vida uma delas se foi e isso foi outro baque que abalou minhas estruturas, e foi mais um motivo para eu me distanciar das coisas e tentar ficar mais centrada.

“Penso noventa e nove vezes e nada descubro. Deixo de pensar, mergulho em profundo silêncio, e eis que a verdade se revela”— Albert Einstein

Eu sabia que, depois deste tempo dedicado a mim, eu estaria preparada para voltar com o blog e trazer mais novidades e coisas boas. Estou até empolgada para gravar vídeo, coisa que é bem raro por aqui, haha. Conheci artistas incríveis que pretendo compartilhar todos com você! Vi várias séries, alguns filmes, e também quero resenhar alguns livros qu li e contar tudo para ti. Ninguém merece energia negativa (já bastava isso só para mim), muito menos blogar por obrigação. Eu precisava me sentir realmente bem para postar. E agora aqui estou, com várias inspirações e blogando com muitamô! ::love::

15 de February de 2015

Ruivices: Guia básico de Colorimetria para iniciantes

Por Aninha, falando sobre Madeixas.

No ultimo post sobre #ruivices eu contei sobre a minha primeira experiência de pintar raiz e vi que algumas pessoas comentaram dizendo que não estavam entendo nada das numerações que eu comentava sobre as tintas que eu uso. 8.4, 7-77, 7.57, 7.34… WHAT? Foi dai que eu percebi que, quem não sabe, realmente fica boiando na história, haha. Santa inocência a minha! ::stress:: Vendo estes comentários tive uma ideia de fazer um pequeno guia de colorimetria capilar para situar não só você (para não boiar quando eu empolgo a falar das tintas, haha), mas também ajudar a quem está querendo entrar para essa saga ruiva a entender como funciona este jogo de números sobre as colorações e entender qual coloração pretende chegar. E no final deste post também colocarei váaaaarios links de posts legais que falam sobre ruivices para apimentar sua pesquisa e ter mais conhecimento sobre a área. ::love::

O que é Colorimetria Capilar?

Entendendo a numeração

A numeração da cor de base ou altura de tom é feita através dos tons naturais dos cabelos que vai do 1.0 (Preto azulado) até 12.0 (Louro Ultra Claríssimo Natural). A cor de base sempre aparece primeiro na numeração para, em seguida, mostrar a numeração da(s) nuance(s) que esta base terá. Veja abaixo o quadro das cores de base e nuances mais comuns.

Colorimetria capilar

Se uma coloração possui .0 na numeração, significa que é "natural", ou seja, é a cor de base "pura" e sem nuance. Entretanto, se há um zero na frente de uma nuance, que dizer que esta nuance está intensificada — ou seja, uma coloração 7.40 é louro médio acobreado intenso, que funciona igualmente para uma 7.44 (seria acobreado + acobreado = acobreado intenso).

Quase todas as marcas de colorações seguem o padrão da numeração acima, mas é necessário ter cuidado porque há marcas que possuem uma numeração diferente da padrão, como acontece na marca Igora. O dourado dela é .5, assim como o acobreado é .7. Há um post no blog Testando Produtos Cosméticos que fala tudo sobre as nuances da Igora quando se trata de tons vermelhos e acobreados (vale a pena!).

Exemplos

Água oxigenada

Vulgarmente chamando de "ox", a água oxigenada será o agente que irá revelar a cor da coloração. Ela possui vários volumes (10, 20, 30 e 40) e quanto maior o volume, maior será a perda de pigmento natural do fio (e maior será o ressecamento porque perde muita água). Para pintar os cabelos é necessário usar água oxigenada estabilizada (vai dizer no rótulo!) e na maioria delas estará escrito como "loção reveladora", que possui agentes na mistura que fazem com que o cabelo seja menos agredido com a química. As loções reveladoras da marca Igora são umas das melhores pois vêm azeite na fórmula e isso ajuda a repor a nutrição dos fios. :)

Usar ox na coloração significa descolorir?

Não. Quase todas estas colorações permanentes recebem água oxigenada. Isso não significa descoloração, mas sim revelação da cor, que é diferente. Sem a água oxigenada na mistura da coloração seria como passar a tinta no cabelo e na primeira lavagem sair tudo. O processo de descoloração envolve pó descolorante + água oxigenada, e isso normalmente acontece com cabelos muito escuros e espessos quando só a tinta + ox não são suficientes para abrir a cor desejada.

O que cada volumagem quer dizer?

Não adianta você falar que quer pintar o cabelo sem água oxigenada que isso não existe (se existe me fala, pelamor, porque até hoje não achei este milagre rs). O único método ZERO química é usando henna 100% pura que, para cabelos escuros, ainda é necessário passar por um clareamento para a henna pigmentar devidamente. Então, para você chegar no tom desejado ou apenas tonalizar o fios, precisa saber o que cada volume significa:

Volumagem da Ox (% da emulsão):

To com cabelo pintado mas quero ele mais claro. Como faz?

Eu jamais indico ox 40vol porque ela resseca demais o cabelo e com paciência consegue atingir resultados somente com ox 30vol. Apesar de dizerem que tinta não clareia tinta, normalmente a cada coloração o cabelo vai ficando um catiquinho mais claro até um certo ponto devido ao clareamento consequente da emulsão reveladora — isso se usar sempre a mesma ox e mesma tinta (ou variando de marca só que com cor equivalente). Então pode ir clareando com tinta, sim! Mas lembre-se: só clareia até 1 tom e meio mais ou menos. Para clarear mais ainda, só usando produto removedor de coloração para tirar todo o pigmento da tinta para você pintar novamente uma que possui uma base mais clara.

Tonalizante

Tonalizante é uma das melhores invenções de cosméticos para cabelos na minha humilde opinião. Tonalizante é um banho de brilho que reaviva a cor do seu cabelo e/ou muda um pouquinho a nuance original do seu tom de base. É super indicado para ser usado entre uma coloração e outra, não agride os fios, não leva amônia na fórmula e não é permanente (sai em cerca de 5 a 7 lavadas). O uso do tonalizante é como se fosse tinta mesmo, só que "enluva" com as mãos mecha por mecha porque também é um tratamento de hidratação, então o cabelo fica bem macio. ::blush::

Tonalizante vs. Mix

Tonalizante estilo banho de brilho já vem com a misturinha pronta e você decide se quer diluí-la em creme branco ou então usar pura para ficar mais pigmentado. Os tonalizantes mais famosos são da Keraton e CKamura, e os tons mais queridinhos são o Conhaque e o Cobre.

O mix normalmente é usado nas colorações para intensificar a cor ou mudar um pouco a nuance da coloração e levam amônia na fórmula. Por exemplo, um mix 0.3 misturado com uma tinta 7.4 fará com que, além do cobre 0.4 que veio na tinta, fará também com que tenha nuances douradas devido ao mix 0.3.

Por ser pigmento puro e não possuir cor de base os mix podem ser usados como tonalizantes. É recomendado utilizar com ox de 10vol a 20vol porque a ox de volumagem baixa ajuda a penetrar o pigmento no fio de forma superficial sem mexer na cor de base — porque se não usar ox, a cor bonita sai em 2 lavadas T_T … acredite em mim, experiência própria! Com ox na misturinha faz ter o mesmo tempo de duração do que os tonalizantes banhos de brilho.

Minha experiência sobre tonalizantes e mix

Link importantes

Os links abaixo me ajudaram muito a descobrir a cor de ruivo que eu queria, bem como qual caminho tomar!

  1. Coloração de Cabelo Perfeita: Utilizando a Matemática da Colorimetria
  2. O guia do cabelo ruivo – 10 coisas que toda ruiva precisa saber e colorimetria básica
  3. Colorimetria: Numeração dos reflexos
  4. Colorimetria: Arte de colorir os cabelos
  5. Cabelos ruivos: tintas e numerações
  6. Como usar mix (corretor de cor)?
  7. Colorimetria: Neutralizando a cor indesejada
  8. Manual do ruivo acobreado – Um guia para iniciantes por Gleici Duarte
  9. Manual do ruivo I: Tudo o que você precisa saber antes de pintar o cabelo
  10. Manual do ruivo II: Tintas, tonalizantes e água oxigenada
  11. Os Novos Acobreados da Igora Schwarzkopf

Além dos links outra dica legal para aprender sobre colorações é entrando no grupo Amor Acobreado Sem Censura. Este grupo também me ajudou bastante porque lá você conversa com várias ruivas e fica sabendo de várias experiências.

Dicas importantes sobre cabelos coloridos

  • Cada cabelo, uma sentença — como já dizia a minha mãe desde quando me entendo por gente, haha. Cada cabelo reage de uma forma diferente. Por isso sempre faça teste de mecha. Só porque uma coloração de numeração tal funcionou em alguém não significa que terá o mesmo resultado no seu.
  • Cabelos finos tendem a clarear mais rapidamente, ou seja, abrir a cor mais fácil. Cabelos grossos às vezes precisam passar por umas luzes para ajudar a abrir o tom, ou partir para uma descoloração ou soap cap.
  • A maioria dos cabelos virgens pegam fácil a coloração, mas também o desbote é muito mais rápido. Até a cor fixar é necessário pintar o cabelo todo cerca de 3 a 5 vezes.
  • Evite pintar o cabelo todo sempre! Depois de muito tempo de coloração (que, dependendo do cabelo por ser em poucos meses ou só depois de anos) o fio fica desgastado e poroso, porque a química da coloração é muito forte. Um fio poroso faz com que a cor saia muito mais rápido pois o fio não consegue segurar o pigmento. Sempre busque pintar apenas a raiz — e para igualar o resto use um tonalizante ou mix de sua escolha;
  • Ruivo bonito, é ruivo saudável. Com cabelo saudável até a cor desbotada é linda, haha. Jamais deixe de fazer hidratação, reconstrução e nutrição de seu cabelo — e o nome deste conjunto de tratamentos feitos em revezamento chama-se cronograma capilar;
  • Selagem, progressiva, botox e afins devem ser feitos antes da coloração! Entretanto, o resultado da aplicação do shampoo anti-resíduo + química + calor de secador e chapinha desbotam a coloração. Mas antes desbotar do que não entrar pigmento nenhum naquele fio selado, neah? Tonalizantes e mix estão ai à rodo para você recuperar a cor sem agredir novamente. Dica: faça a química somente uns 10-15 dias depois de pintar, e a tonalização pode ser feita no mesmo dia (a não sei que a química seja muito forte e o cabelo precisa "descansar").
  • A raiz tende a ficar mais clara que o comprimento. Isso acontece porque a temperatura do couro cabeludo acelera o processo de clareamento em relação ao restante do cabelo.

Bom, agora que você sabe um pouco sobre calorimetria, que tal arriscar uma mudança ai nesse seu cabelo? ::cool::

Página 1 de 21412345... 214››