Em Greenwich: no marco zero do mundo
Tudo sobre minha Nikon D3200 e dicas de lentes
Manual da Henna: uma alternativa natural, saudável e barata para ter cabelos ruivos

Em Greenwich: no marco zero do mundo

Passeios e Viagens

Nunca em minha vida eu imaginaria que estaria literalmente no marco zero do mundo. Mas sabe quando você só acredita quando realmente esta lá? ::blush:: Fiquei extremamente feliz em riscar mais um item da minha listinha de lugares para visitar em minha viagem para Londres.

Teleférico Emirates Air Line

O dia começou conosco pegando o teleférico Emirates Air Line para atravessar o rio Tâmisa e ir para sair do centro de Londres e ir para a região de Greenwich. A passagem simples custa £4.5 (já com guia e tudo mais é £10.7) e pode ser paga através do Oyster Card, o cartãozinho único de transporte que utilizamos na semana toda que ficamos na cidade. A viagem é bem curtinha, de uns cinco minutinhos, mas foi maravilhosa experiência, haha.

A entrada do teleférico

Fila de espera para entrar na cabine
Subindo…
Descendo…
Interior do segundo andar de um Double Decker
Vista dentro do ônibus

Em Greenwich

Assim que saímos do terminal, pegamos o ônibus para irmos até o Observatório Real (Royal Observatory), onde lá pertinho tem o parque real Greenwich Park, o palácio Queen's House, e ao lado desse último o Greenwich Hospital, atualmente conhecido como local principal do Museu Nacional Marítimo (National Maritime Museum), patrimônio da humanidade tombado pela UNESCO.

Vista de longe do palácio Queen's House

O palácio Queen's House foi a primeira construção clássica (em seu sentido arquitetônico, digo) da Grã Bretanha, construído entre 1614 e 1617 para a Rainha Ana da Dinamarca e anos depois para a Rainha Henriqueta Maria da França. Entretanto, ele foi usado como moradia das rainhas por pouquíssimo tempo por causa da Guerra Civil Inglesa. Eventualmente foi usado por membros da família real até cerca de 1805, quando o Rei George III concedeu o palácio para os órfãos dos marinheiros, passando a ser uma espécie de asilo naval real, até virar parte do Museu Marítimo Nacional em 1934. O Queen's House atualmente também cede espaço para uso de diversos eventos particulares, como casamentos e outras comemorações. E adivinhe: bem no dia que fomos estava fechada pois iria ter um evento ¬¬ (mas ok, rs)

Entrada do Greenwich Hospital
Vista de frente ao palácio
Greenwich Park

Greenwich Park

Observatório Real vista do parque real

Observatório Real vista do parque real

Relógio do Observatório (foto via celular)

O Observatório Real foi fundado em 1675 com o intuito de contribuir para o conhecimento astronômico que era muito essencial à navegação. Infelizmente nós também não conseguimos de fato ver o meridiano, pois estava fechada a entrada para vermos a linha do marco zero (não sei se tem alguma coisa a ver com o Queen's House, ou foi por puro azar também, rs), mas valeu a pena a visita pois a vista é INCRÍVEL, dando para ver toda cidade de Londres, com os prédios altíssimos de Canary Warf que já comentei por aqui.

Azamigas ♥ (foto via celular)

Jardim em memória ao Titanic

Um detalhe que achei interessante durante nossa andança pelo parque e arredores do palácio, é que há um jardim memorial dedicado para as vítimas de Titanic, com lindíssimas flores em memória às vítimas do acidente — com flores rosemary (flor de alecrim), sálvia roxa, rosas brancas e yew dourado (arbusto "dourado") irlandês. O memorial foi inaugurado em 1995 (83º aniversário do naufrágio) pela sobrevivente Edith Haisman.

Rosa da paz
Tradução no box abaixo

Jardin lindíssimo, cheio de amor e memórias.

Almoço em Cutty Sark

Depois de visitarmos o Observatório e os jardins, fomos almoçar no pub restaurante Cutty Sark (nome de um famoso veleiro mercante britânico do século XIX), na beira do Tâmisa. Comida maravilhosa, com um dos melhores Fish'n Tips da cidade (sério, se uma dia você for para Londres, coma lá!) e uma vista belíssima. As fotos abaixo foram pelo celular porque eu já tava sofrendo com o peso da câmera no pescoço e dei uma folga nos cliques para relaxar com a vista, haha.

Conseguimos um lugar privilegiado!

Entrada
Principal
Sobremesa

Bom, por enquanto é "só", rs. O que mais gostei foi a vista linda do pub e do observatório, que dá para ver os barcos passando pelo rio e toda extensão do parque, além do Jardim Memorial — mais porque eu não sabia que tinha um, então fiquei feliz e surpresa em ver essa homenagem. ::love::

Comente este post!



Meus produtinhos favoritos para o rosto #2
11

Ano passado fiz esse mesmo tipo de post sobre meus produtos favoritos para cuidados da pele do rosto, e para aproveitar esse clima de ano novo nada mais que justo fazer novamente este post com novos produtos e com opiniões renovadas, não é mesmo? Depois de ter terminado de usar os produtos do ano passado, […]

Realizações de 2016 e pedidos para 2017
11

O ano de 2016 não foi nada fácil para todos nós em vários sentidos. Mas apesar deste ano ter sido difícil, foi um ano de revelações e experiências para mim. Ao reler o post "2016 motivações para lutar" fiquei feliz em ver que consegui realizar a maioria dos meus desejos deste ano que se passou, […]

Filme: Rogue One, uma história (quase nada) Star Wars
4

Lembro-me muito bem quando eu era criança, ainda morando em São Paulo (meados de 1996), meu pai me colocava ao lado dele para ver os filmes de Star Wars no sofá da sala. Anos mais tarde, já aqui em Goiânia, em 1999, vimos a estreia do Episódio I: A Ameaça Fantasma no cinema, onde a […]

Como edito minhas fotos para o blog
20

Quando troquei de layout, eu mudei um pouco o meu estilo de edição fotográfica para combinar com a nova identidade: cores menos saturadas, mais leves e luminosas. As fotos de Londres foram as primeiras que utilizei com esta nova edição, e não demorou muito para o pessoal que acompanha o blog perguntar a mim como […]