MadlyLuv.com
25 de November de 2014

Ruivices: Misturando Igora 7-77 com C.Kamura 7.40

Por Aninha, falando sobre Moda & Beleza.

Fazer misuturinha é a coisa mais mara que tem, haha. Além de conseguir um ruivo diferente de rótulos, é um ruivo só seu, pois cada cabelo reage à química de uma forma diferente. Ganhei de presente de minha sogra 1 tubo e 1/2 da tinta 7.40 da C.Kamura e resolvi misturar com minha amada Igora 7-77 ao invés de eu injetar mix 3.000 da Alfaparf como eu tinha feito no salão e o resultado ficou lindo! Vou explicar tudinho como foi.

Mistura de antes: Igora 7-77 + mix 3000 Alfaparf

A Igora por si só é bastante avermelhada de início por causa do excesso de pigmento acobreado em sua fórmula. O .7 da numeração significa cobre, quando o .77 é acobreado intenso. A nuance acobreada das outras marcas é o .4 da numeração, enquanto .40 ou .44 são os acobreados intensos. Acho que de todas as tintas que já vi o acobreado intenso, o da Igora é o mais forte que já vi. Entranto, o avermelhado sai bem fácil e o resultado fica um acobreado mais puxado para um laranja lindo. Como este "alaranjado" é o que mais gosto, eu acrescentava cerca de 3 a 4 dedos de mix 3000 da Alfaparf (que é amarelo intenso), pra quebrar um pouco do vermelho. Coloração capilar é super parecida com nosso estudo de cores. Vermelho + amarelo = laranja, certo? O desbote é quase o mesmo se eu não usasse o mix (pois ele é bem pouquinho), mas fica com umas nuances muuuuuito discretas de dourado, mas sem deixar de ser laranja devido ao desbote normal da Igora, o que é um amor. ♥

Foto 1: no dia da tintura; foto 2: cerca de 15 dias depois de pintado; foto 3: 3 dias antes de pintar, 30 dias depois da ultima coloração, já quase dourado, rs.

A ultima vez que pintei nem valeu a pena compartilhar com fotos melhores para você pois foi uma péssima experiência. Pintei no salão de beleza e a cabeleireira pintou meu cabelo igual o nariz dela. Resumindo: falhas horrendas na raiz. Eu nem tirei foto boa com minha Nikon, só registrei por celular para só a fim de arquivar mesmo para eu ir comparando o desbotar da cor.

A cor em si ficou linda (pelo menos não ficou manchado)! Eu comprei tudo antes, levei ao salão e fiz a mulher fazer a mistura na minha frente com as proporções que eu queria. Entretanto, quando cheguei em casa comecei a abrir as mexas no meu cabelo eu vi umas falhas na raiz que me deu vontade de chorar. Conclusão: se quer algo melhor, faça você mesmo (ou sua mãe), haha.

Mistura de agora: Igora 7-77 + C.Kamura 7.40 (só amor!)

Fiz esta mistura com muito cagaço, confesso. Eu sei que a oxidação da misturas das tintas são completamente diferentes uma da outra. A mistura de Igora com a oxigenada é laranja, enquanto a do C.Kamura é um roxo intenso, hahaha. Se quase morri quando misturei? Sim, porque a misturinha começou a ficar marrom escura, tipo chocolate derretido, haha. *o* Mas depois descobri que a cor da oxidação não altera o resultado final da tinta, pois ela colore o que promete mesmo (segundo a cor que o cabelo está antes de colorir novamente). Este é o legal das tintas, principalmente as profissionais: você pode misturar tintas diferentes para atingir o tom que quer.

7.40 C.Kamura com Igora 7-77

Foto 1: somente ox; foto 2: inicio de mistura; foto 3: tudo junto e misturado; foto 4: final da oxidação, com tinta já usada

Proporção

A proporção que usei foi: 1 tubo de 7-77 (o laranjão ali da mistura acima) + 1/2 da 7.40 (aquelas cobrinhas douradinhas na direita) com 90ml (1 pote e 1/2) de emulsão reveladora (vulgo oxigenada) de 30vol da marca Igora. O tubo do C.Kamura tem 50ml (10ml a menos que a Igora), então usei 85ml de coloração no total (60ml Igora + 25ml C.Kamura). A proporção de tinta e ox normalmente é de 1:1, na mesma quantidade de ml. Então eu deveria usar 5ml a menos de ox, porém, não tem problema se exceder um pouco de ox — melhor exceder um catiquinho de ox do que faltar, pois com quantidade de ox menor que coloração faz entrar menos o pigmento da tinta no fio e na hora de lavar sai mais pigmento do que deveria ou ficará e o resultado da coloração mais escura que o normal.

Resultado

antes e depois igora e c.kamura

Foto 1: antes, com o cabelo desbotado praticamente douradinho, like Strawberry Blonde; foto 2: depois, um ruivo acobreado lindão ::blush::

Eu simplesmente adorei o resultado final pois não ficou tão vermelhão! Eu já tinha ouvido falar que o C.Kamura era mesmo puxado para um cobre laranjão e por isso que deve ter quebrado mais o vermelho na Igora. A cada coloração a cor vai ficando mais viva e acho (só acho, rs) que agora consegui me estabilizar na cor. Creio que encontrei a misturinha de minha ruivice tão sonhada. ::love::

Próxima etapa da saga será fazer apenas raiz e tonalizar o resto. Contarei com detalhes novamente para você! Vamos ver o que vai dar. ;D

21 de November de 2014

Uchi Series, de Valerie Chua

Por Aninha, falando sobre Arte e Inspiração.

Mais um post lindo sobre artistas que nos inspiram. Hoje vou lhe apresentar os projetos de Valerie Chua, uma filipina bastante conhecida por seus trabalhos artísticos e ilustrações com materiais à base de água (aquarela) e pinturas à óleo. Perambulando pelo seu portfolio maravilhoso, encontrei um projeto em especial super encantador que adoraria que você conhecesse e começasse a acompanhar. ::blush::

Titulo: Midnight Companion / Projeto: Uchi Series

Uchi Series é um projeto pessoal de Valerie. Com o dilema “Where ever I go, I am home.” (“Onde quer que eu vá, estarei em casa”), Valerie aquarela cenários de sua imaginação com delicadeza e sutileza, sendo que as referências para suas pinturas são coisas e pensamentos de seu próprio dia-a-dia.

Veja outros projetos lindos de Uchi Series da Valerie e se encante comigo ::love::

veja mais

Página 1 de 20812345... 208››